quinta-feira, 23 de junho de 2016

Somos Todos Irmãos!


Já imaginaram as Instituições Militares, Federais e Estaduais independentes financeiramente?
Estas Forças são altamente consumidoras, mas ao mesmo tempo possuem profissionais brilhantes para suprir todas as suas necessidades. Mas para isso precisam produzir em beneficio próprio e não serem consumidos depois de formados.
Desde as necessidades mais básicas até as mais especializadas, possuímos este profissional em nosso meio, basta serem aproveitados em produção. Produção que pode ser encaminhada também para consumo civil, gerando renda a ser aplicada em outras finalidades em beneficio comum aos militares.
Todo o engendramento de compra de materiais para as Forças passa pelo Executivo que, após “licitações”, efetua as aquisições. Todas quase sempre enlameadas na corrupção tão comum neste Brasil, que encarece a compra em cerca de 30%, sendo otimista.
Postarei bastante sobre esta ideia, que certamente fará um diferencial na medida em que forem adotadas.

Tivemos na PMERJ, após anos de viaturas sucateadas, uma terceirização da manutenção da frota operacional de viaturas. Em 2008, o custo de uma viatura GOL era de R$ 27.000,00 e o custo de manutenção desta viatura era de R$ 300,00 por dia, perfazendo R$ 9.000,00 num mês, que daria para em três meses adquirir uma nova viatura. Fui por muito tempo empregado em Seção de manutenção, quando elas existiam e, mesmo com a manutenção precária devido a falta de verbas, uma viatura nova não precisava de manutenção corretiva antes de seus dois anos de uso, só a preventiva. Mas neste “contrato” de terceirização, eles sabem disso, e após dois anos, a viatura é descartada do contrato de manutenção. Um excelente negócio, não? Mamar por dois anos no erário público sem gastos. Certamente político se beneficiou muito com isso.
Ora, por qual motivo não se faz uma manutenção com os profissionais em manutenção que estão na Reserva? Um custo irrisório. Isso não interessa aos políticos “mamadores” das tetas do erário público!
E vamos seguindo por outras vertentes, alimentação, higiene, moradias, munições, etc....

Pode parecer difícil, mas não impossível. Afinal, como já disse Olavo de Carvalho: “Ninguém tem mais a certeza de que você é um louco idiota do que o sujeito que ignora tudo sobre o assunto sobre o qual você está falando”.
Uma “Revolução” se faz necessária! Deve surgir em todos os continentes os Militares de Alma, com consciência amadurecidas disseminando a ideia.
A arena é de competição e numa competição existem ganhadores e perdedores. Então que nos preparemos para ganhar, pois há na disputa interesses já se arquitetando.

O comercio é fruto da imaturidade da consciência humana, não estamos aqui para sermos escravos do trabalho braçal e sim para absorvermos conhecimentos vivenciando-os. Conhecimento é nosso único e verdadeiro patrimônio.
Quando nos livrarmos da ignorância a que fomos e estamos sendo expostos, a consciência terá maturidade para exercer sua função sem qualquer cobrança, o conhecimento leva a ter responsabilidade com o que faz e com a coletividade que nos cerca.
Emprego e dinheiro são ferramentas que regulam sociedades primitivas, em breve Militares de Alma com consciência amadurecida farão deste planeta uma só e eficaz empresa. Não existindo apadrinhamento, mas habilitação.

É por isso que a maior consciência que aqui esteve afirmou: "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" e outras fizeram, com outras palavras, a mesma afirmação, portanto, os conhecimentos trazidos por estas consciências amadurecidas, que hão de surgir no nosso meio social, nos levarão a fazer uma complexa engenharia da vida, sobre a face deste planeta, e, com isso, surgirá um eficaz sistema de convívio social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário