quarta-feira, 27 de julho de 2016

Documentário retratará lado humano de Dilma


A rotina da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), durante os 180 dias em que está longe das atividades inerentes ao cargo, será transformada em filme por Anna Muylaert (“Que Horas Ela Volta” e “Mãe Só Há Uma”) e Lô Politi.
Muylaert revelou, em entrevista ao site “AdoroCinema”, que irá fazer documentário no qual abordará o período em que Rousseff terá de aguardar a decisão do Senado sobre o possível impeachment ou volta ao cargo de presidente.

“O filme não é sobre a situação política, pois há vários filmes sendo feitos. O nosso filme é humano, dentro do Palácio [do Alvorada], durante os 180 dias de suspensão”, explica Anna, que é roteirista e produtora do filme, cuja direção é de Politi e filmagem é feita por César Charlone (“O Banheiro do Papa”).
"A gente vai até o final, quando sair o julgamento, se a Dilma fica e retorna ao Palácio do Planalto, ou se sai do Palácio do Alvorada. É um filme quase caseiro, no sentido de estar no chão. Estamos tentando fazer um filme humano”, completa Anna Muylaert, ao falar sobre o documentário.
yahoo

Um comentário:

  1. Não sou simpatizante de política de nenhum partido, mas que a troca de comando da nação foi um golpe para barrar a lava jato isso não resta nenhuma dúvida. A corja continua a fazer na surdina os mesmos crimes que acusaram a ex presidente. Isso é uma vergonha!

    ResponderExcluir