sábado, 23 de julho de 2016

Sobrinho de Lula é morto durante briga em bar no Guarujá


SANTOS - Sobrinho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marcelo Rúbio Lima Gomes, o Pernão, de 36 anos, foi assassinado a tiros na noite de domingo em uma festa. O autor do crime seria Marcelo Machione Mendes Faria, o Marcelinho, de 34 anos, que fugiu. O homicídio aconteceu no distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá, litoral de São Paulo.
De acordo com a polícia, eram 23h20 quando ocorreram os disparos. Gomes e Faria estavam na esquina da Avenida São João com a Rua Professor Carvalho Pinto, perto de um bar. No local acontecia uma festa. Um grupo de pessoas bebia e escutava funk quando os dois começaram a discutir. “Ainda não sabemos o que motivou a discussão”, afirmou o delegado Sergio Lemos Nassur, titular do 2.º Distrito Policial do Guarujá, responsável pela investigação do crime.
Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, Gomes estava armado com uma faca e Faria, com um revólver. Este sacou o revolver e atirou três vezes em Gomes. Atingido no tórax e na perna, a vítima foi levada por populares ao pronto-socorro de Vicente de Carvalho, onde morreu. O delegado contou que, dias antes, Gomes se havia envolvido em outra briga.
                                    Cidade do Guarujá fica mais cheia por causa das férias
A polícia já sabe que ele e Faria se conheciam desde pequenos, foram criados no mesmo bairro, frequentavam os mesmos locais e estavam juntos na festa. Depois dos disparos, Faria fugiu. Uma irmã do acusado contou à polícia que ele lhe telefonou na segunda-feira. Faria não sabia ainda da morte de Gomes. Ao ser informado, desligou e não entrou mais em contato com a família. 
A mulher do sobrinho de Lula contou aos policiais que o marido consumia drogas, principalmente maconha e cocaína. Ela disse ainda ter escutado os disparos. A irmã do atirador também ouviu os tiros e afirmou ter testemunhado Faria “correndo pelo local”.
“Trata-se de um crime comum, muito parecido com outros cometidos em várias cidades pelo País. Os envolvidos estavam em uma festa na rua, regada a bebida, provavelmente já estavam alcoolizados, desequilibrados, e começaram a brigar. Um deles estava armado e atirou no outro”, disse o delegado.
Irmão. Gomes era filho de José Rubens Góes, irmão do ex-presidente Lula por parte de pai. Nem ele nem seu pai eram próximo do líder petista - a mãe de Lula se separou do marido quando o político ainda era criança. Durante o tempo em que o parente famoso ocupou a Presidência da República, Gomes tentou diversas vezes encontrá-lo, mas o ex-presidente nunca o recebeu. Lula passava férias no quartel do Forte dos Andradas, na Praia do Monduba, no Guarujá.
Nesta quarta, os policiais continuavam as buscas atrás do acusado. O delegado disse considerar Faria “um foragido”, mas não quis informar se já havia pedido ou não a decretação da prisão provisória do acusado à Justiça. A policia também não sabia qual arma teria sido usada no assassinato. Gomes foi sepultado na segunda-feira no Cemitério Itapema, em Vicente de Carvalho. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário