terça-feira, 23 de agosto de 2016

Por que Major Freitas 20.911 para Vereador do Rio de Janeiro?


Conheço o Major Freitas desde antes do Jornal EXTRA atuar para que ele não fosse admitido no Comando da UPP Maré. Para quem não se lembra do episódio, o jornal se mostrou “preocupado” com as declarações do Major de que não admitiria mortes de policiais e que, então, “partiria para a guerra”.
Ocorre que a matéria tendenciosa do “jornaleco” abordou o caso dando ênfase a palavra “guerra”, como se, de fato, ela não existisse. E nós, que estamos na pista diariamente, sabemos que ela é real e dolorosa.
Questionado pelos repórteres sobre suas declarações o Oficial não se omitiu, não se preocupou em agradar a ninguém e falou corajosamente em nome do efetivo.
Poderia, como a maioria dos oficiais da ativa, fazer um “mea culpa” com a imprensa, pensando em sua vida futura dentro da Corporação. Não foi o que ele fez.
Por acaso você que esta lendo sabe como é a vida de um oficial superior da polícia militar? Se for policial sabe bem que seria muito mais fácil a vida do Major Freitas se ele se calasse, se omitisse diante das covardias e apenas bajulasse este ou aquele para conseguir um comando ou qualquer coisa.
Talvez ganhasse mais que um vereador, se formos reduzir uma discussão tão importante como a política, ao mero pensamento “farinha pouca, meu pirão primeiro”.


A vida de um oficial superior, todos sabem, é relativamente tranquila, tendo em vista que os mesmos bancaram sua árdua etapa, alguns sendo policiais, outros sendo administradores ou ambos. O Major Freitas sempre foi POLICIAL, aqueles que trabalharam sob seu Comando sabem disso.
Talvez, você que não o conhece, pense: “Ele está botando a cara agora porque visa as eleições”. Mas não é verdade, qualquer um que  conheça um pouco do Regulamento sabe que um major da ativa tem muito mais a perder do que a ganhar num pleito a Vereador. É por isso que só vemos oficiais disputarem eleições depois da passagem para a reserva.
Obviamente você está descrente da política, desconfiado a respeito de candidatos e, principalmente, você vota em quem quiser. Contudo meu caro amigo, vale a sugestão de olhar de perto a postura e os ideais deste que se levanta diariamente em nome da tropa, deste que ruge diante de tudo aquilo que nos deteriora como sociedade e que, bravamente, põe a perder tudo aquilo que conquistou por seus méritos em nome de uma causa justa na qual acredita. Na qual todos nós policiais acreditamos. Por este e por outros motivos eu apoio o Major Freitas 20.911.


Porém, aos policiais deste ou de outros municípios, faço um apelo do fundo do coração: Pesquisem os candidatos da Segurança Pública e votem neles!
Vivemos uma guerra ideológica onde nossas forças são minadas por aqueles que deveriam nos assegurá-las. Como bem disse o “Capitão Nascimento”: “O inimigo agora é outro!”
Portanto, como audazes combatentes que somos, vamos combate-los com suas armas!

PMERJ – PCERJ – CBMERJ – SEAP – DESIPE, TODOS JUNTOS!!!

Roberto Santa Rosa, Policial sobrevivente da guerra

Um comentário:

  1. Maria de Fátima Alvarenga24 de agosto de 2016 08:46

    Apoio candidatos militares para lutar pela classe, o que redundará em benefício da sociedade em geral.

    ResponderExcluir