terça-feira, 16 de agosto de 2016

Total de mortes no regime militar são '3 dias de assassinatos no Brasil de hoje'


O jornalista Alexandre Garcia foi atacado nas redes sociais por uma associação de professores de História e sua resposta foi tão esmagadora que a associação apagou o post e chegou até a tirar o perfil do ar. Mais tarde, Garcia postou, em sua página do Facebook, mais alguns esclarecimentos sobre o episódio. Garcia lembra que o número de mortos em conflitos políticos durante o regime militar, de ambos os lados, deve se aproximar de 500 pessoas, ou '3 dias de assassinatos no Brasil de hoje'. Leia abaixo o texto de Alexandre Garcia:

História e verdade
Desde que estou nas redes sociais, tenho aprendido muito com a crítica. Mas há dias uma certa Associação Nacional de História postou o seguinte: Lembrando Alexandre Garcia foi porta voz do ditador João Figueiredo (1974-1978) e acha que “estão ensinando história errada nas escolas”. Respondi: Obrigado por comprovar minha tese de História errada: o presidente 1974-1978 era Geisel. Não precisaria dizer mais nada. Envergonhados, apagaram o post.

Luciana Camargo


Nenhum comentário:

Postar um comentário