terça-feira, 13 de setembro de 2016

Meu candidato tem currículo, o outro só a maconha.

Biografia de Elitusalem Gomes Freitas:


Carioca, nascido e criado em Campo Grande (Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro), Elitusalem Gomes Freitas aparece no cenário político como uma das poucas opções de moralização e combate a corrupção  no Rio de Janeiro. Começou a trabalhar aos 13 anos de idade e com 15 teve sua carteira de trabalho assinada pela primeira vez. Aos 19 anos prestou concurso para a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, passando também nos vestibulares das principais universidades públicas do Estado, UERJ, UFRJ e UFF. Mas já tinha escolhido o caminho a seguir, a PMERJ o aguardava e precisava dele, como precisa hoje. Escolheu seguir a nobre carreira de Policial Militar.

MAKTUB! Já estava escrito, tinha de acontecer.
Esta palavra é considerada um sinônimo de "destino", porque expressa alguma coisa que estava predestinada ou um acontecimento que já estava "escrito nas estrelas". Neste caso, apesar de possuirmos o livre arbítrio, as coisas que acontecem já estavam destinadas a acontecer.


Cursou História, Direito, é Bacharel em Segurança Pública e pós-graduado em Gestão pública e Segurança Privada.

Trabalhou no BPChoque, Grupamento Especial Tático Móvel (GETAM), 15º BPM (Caxias), 27º BPM (Santa Cruz), 16º BPM (Olaria), Batalhão Especial Prisional e outros.

Em 2012 fez o Curso de Aperfeiçoamento de Oficias (CAO), galgando a seguir o Posto de major da PMERJ.

Foi convidado para ssumir o Comando da UPP Maré, onde ganhou notoriedade pelo desejo de atuar de forma enérgica e contundente no combate a criminalidade e pela exposição e ataques da mídia; externando a vontade de estar no "campo de batalha" juntamente com seus subordinados da nobre, perigosa e desvalorizada missão de defender a sociedade.

Casado, pai de um filho de três anos, também é empresário, gerador de renda, empregos e divisas para o Fisco Federal, Município e do do Rio de Janeiro.

Em novembro do ano passado assumiu a Presidencia da ADSEMERJ, associação que vem defendendo os interesses e direitos dos profissionais da área de segurança pública.

Dentre suas propostas estão: Ensino integral, volta à grade curricular das disciplinas Moral e Cívica, Organização Social e Política Brasileira (OSPB), introdução ao Direito Constitucional a partir do 4º ano do ensino fundamental e preparatório para escolas técnicas no ultimo ano. Colocar uma gestão militar nas unidades educacionais com baixo índice de desenvolvimento humano, garantindo assim a integridade dos profissionais de educação e dos que realmente querem alçar vôos maiores através dos estudos. Mudança de atuação da Guarda Municipal, que passaria a atuar como auxiliar no combate ao crime.

Mas tem o outro, seu currículo é só a maconha.

Candidatos a vereador do PSOL serão investigados por apologia à maconha

A página na internet da candidatura de Renato Cinco, que “exibe logotipo alusivo à droga”.




O GLOBO


Um comentário: