domingo, 4 de setembro de 2016

Nicolás Maduro perseguido na rua por multidão em fúria

Presidente venezuelano teve de correr para fugir a uma "caçarolada". Jornalista está entre os detidos.


Uma multidão em fúria perseguiu o Presidente venezuelano Nicolás Maduro, que tinha ido inaugurar a renovação de novo complexo de habitações sociais na pequena localidade de Villa Rosa, na turística ilha Margarita. Foram colocados vídeos nas redes sociais que mostram os populares a rodear completamente o impopular Presidente, de noite, que fugiu a correr.

Maduro foi recebido na noite de sábado com uma “caçarolada”, manifestantes a bater em tachos e panelas, a gritar que tinham fome, em protesto contra a falta de bens essenciais. Cerca de 72% dos venezuelanos diz não ter tido comida suficiente "algumas vezes" ou "sempre" nos últimos 12 meses, segundo dados do inquérito Latinobarómetro.

A ilha Marguerita em concreto tem sérios problemas de abastecimento de água e alimentos, diz o jornal venezuelano, El Nacional, próximo da oposição, que o Governo tenta resolver à pressa para receber a Cimeira dos Países não Alinhados, a 13 de Setembro.

O Presidente tentou falar com a multidão, mas essa atitude não resultou: gritaram-lhe obscenidades e começaram a persegui-lo, descreve o New York Times


Nenhum comentário:

Postar um comentário