terça-feira, 20 de setembro de 2016

Uma dupla pelas drogas

De administradores eles não têm nada, mas falando de drogas uma “estória” de interesses.
O candidato a prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, já pela sua declaração de patrimônio mostra que é o mentiroso de sempre e também um péssimo administrador, já que seu patrimônio é “miserável”.


Sua vice, professora da UERJ, Luciana Boiteux, a mesma onde o Conselho Universitário se manifestou em defesa de Mauro Iasi quando após instigar a violência com estas palavras: “nós estamos dispostos a oferecer para você o seguinte: um bom paredão, onde vamos colocá-lo na frente de uma boa espingarda, com uma boa bala, e vamos oferecer, depois de uma boa pá, uma boa cova”  - Foi duramente atacado por seu discurso.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
UNIVERSITÁRIO NOTA DE DESAGRAVO
O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reunido em sessão de 22 de outubro de 2015, manifesta a defesa intransigente à liberdade do exercício da atividade acadêmica de formação desenvolvida pelos servidores docentes e técnico-administrativos da UFRJ, seu repúdio ao assédio criminoso e covarde que vem sendo alvo o professor Mauro Luis Iasi e o apoio e solidariedade ao professor e à sua família.
Prof. Robert Leher

Reitor
Link: UERJ

                                               Maconha liberada no alojamento da UERJ

Ambos, candidato e vice possuem o mesmo discurso, descriminalizar as drogas para que os traficantes lucrem muito mais sob o risco de penas mais brandas, já que após a descriminalização, o traficante seria um simples contrabandista, como os que trazem cigarros do Paraguai.


Eles lucram e muito com a descriminalização das drogas RVChudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário