quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Aplaudindo o MITO da PMERJ

Um “MITO” não se constrói, ele é reconhecido.


O cara me aborda na rua com um panfleto do Freixo, eu já vou logo dizendo “Bolsonaro Presidente!”. Mas ele insiste em debater, dai lanço as duas perguntinhas básicas:
- Um lugar onde o socialismo deu certo?
- Onde coexiste socialismo e liberdade?


Além de não responder ele cita a Venezuela como exemplo de “lugar saturado de capitalismo e sofre por isso” Sou obrigado a desconstruir e provar que a intervenção do governo no livre comércio expulsou as empresas de lá e agora não conseguem nem papel pra limpar o brioco.


Por fim o cara me diz que o “Freixo tem propostas boas, voltadas para democratizar a sociedade”. Dai sou obrigado a mostrar que o camarada vai aumentar os impostos ao invés de reduzir e que isso é umas das medidas que impedem o capital de produzir e, que o grande vilão não são as empresas e sim o governo que impede melhores salários devolvendo uma má prestação de serviço público.......e antes que eu pudesse mostrar mais um exemplo da falência do socialismo, ele, que aparenta ter mais de 30 anos, num horário comercial, sem emprego, com cara de maconheiro, defendendo outro vagabundo e sendo bancado pelos pais, “meteu o pé”, “saiu fora”, fugiu de mim com sua falta de argumentos verdadeiros.

Major Elitusalem Freitas, o MITO da PMERJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário