domingo, 9 de outubro de 2016

Armas para o policial, se liga no LIGA!

http://www.partidoliga.com.br/
https://www.facebook.com/Liga-Democr%C3%A1tica-Liberal-LIGA-446064338901312/?fref=ts

Um compromisso que nenhum outro partido ou político fará em prol dos policiais, abertura do mercado de armas e munições estrangeiras no Brasil, inclusive com fabricas gerando empregos e isenção fiscal na aquisição de armas e munições para agentes de segurança e militares. Isso é LIGA, se liga no LIGA!


Uma das primeiras armas que adquiri foi através da TURUS, foi compra direta a preço de fabrica, sem incidência de impostos. O boleto era pago a vista ou parcelado e a entrega vinha dias depois de efetuado o pagamento integral. Não havia registro, a entrega da arma era oficializada em Bol PMERJ.
Na época era confiável, embora fosse uma tecnologia importada e ultrapassada.

Hoje vemos nos enfrentamentos e apreensões armas inimagináveis no uso policial, tornando o embate desproporcional e com a ciência e conivência governamental. As armas corporativas, automáticas e semi automáticas não possuem a manutenção necessária, colocando o profissional policial militar na obrigação de fazê-lo e apontando sua responsabilidade em caso de falhas. As armas estão sujeitas a diversas agressividades no seu uso diário, fora as que ficam apreendidas em depósitos à disposição da perícia e/ou justiça. Como todo equipamento, precisam de manutenção preventiva e corretiva constante, por profissional habilitado.

Em diversas atividades profissionais existem facilidades e isenções de impostos para que adquiram sua ferramenta de trabalho, mas o policial viu essas facilidades sumirem, os colocando como profissionais dispensáveis ao interesse público. Não há como o policial, com seu atual salário adquirir seu equipamento de trabalho, defesa sua e da sociedade que está taxado com as mais altas taxas de impostos praticadas.

Ar armas aqui fabricadas são tecnologias COLT  (americana) e Bereta (italiana), ultrapassadas por outras tecnologias que temos conhecimento, mas estão nas mão de traficantes que no confronto diário as usa contra as forças de segurança pública. Não saõ raros os incidentes/acidentes com as armas utilizadas pelo policiais brasileiros, existem varia publicações e vídeos no youtube denunciando a falta de qualidade deste produto no mercado nacional. Vária vitimas já foram geradas e outras mais serão se providencias/responsabilização não forem adotadas.


 GLOCK: Totalmente carregada pesa 900 gramas. Não dá tranco na hora do tiro. Colocada e retirada do óleo queimado, funciona. Também na água. Misturada com areia e retirada, funciona. Jogada do 10º andar de um prédio, no asfalto, não quebra. Pode passar com carro por cima que não danifica. Tem apenas 32 peças, incluídas as do carregador (a taurus tem 85). Pode ser desmontada e montada usando uma tampa de caneta "bic". Não tem similar, no mundo. Já abastece mais de 90% das Instituições Policiais Americanas (e os Estados Unidos são o país que mais fabricam pistolas no mundo). 
Link: GLOCK

Esta sim a arma reivindicada pelos policiais brasileiro e que já foi incorporada na Polícia Federal (12.000 unidades) a preço de fabrica, sendo em muito inferior ao praticado pela industria nacional de armamento.

Se a pane da ferramenta de trabalho resulta na morte do profissional, porque não ter o melhor?




Nenhum comentário:

Postar um comentário