quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O Freixo afrouxa


O candidato Marcelo Freixo se destaca pelo perfil combativo, que não tem perdido vaza para bater onde o poder público exagera ou o poder econômico corrompe, principalmente no momento no qual o país enfrenta as anomias instaladas em todos os seus alicerces, do poder federal aos estaduais e municipais.
Contudo, o que não pode se justificar em política é acreditar que “apoio” é só aquele que se negocia no tapetão, por trás dos panos. Quando acontece um "apoio", o candidato deve aceitá-lo ou contestá-lo publicamente.
Não houve, até o momento, qualquer manifestação de Freixo sobre o apoio do prefeito Eduardo Paes à sua candidatura. Paes posou explicitamente ao lado de apoiadores de Freixo, apontando inclusive para os botons de sua campanha eleitoral. As imagens ganharam os jornais e as redes sociais, e até o momento não houve qualquer resposta de Freixo, que durante sua campanha atacou duramente a administração de Paes e o próprio PMDB.

Como diz a celebre frase: “à mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer honesta”. 
Nem sempre receber o apoio de alguém é uma coisa boa. Jandira Feghali, que foi apoiada pelo PT, ficou na última colocação na corrida eleitoral para a prefeitura do Rio de Janeiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário