sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A história se repete, ao inverso


Vivenciei os momentos que famílias de Bombeiros e Policiais Militares passaram quando seus maridos, pais e filhos foram trancafiados num presidio de segurança máxima do Rio de Janeiro. Foram sumariamente excluídos das Corporações, inclusive um militar com mais de 30 anos de serviço, o qual deveria no máximo ter sido Reformado Administrativamente.
Foram meses de suplícios, de necessidades. Até que veio a anistia, reconquistando o retorno às suas Corporações.


A “invasão” do QG CBMERJ teve um desfecho previamente arquitetado pelo, na época governador, Sergio Cabral Filho. Lógico que com a cumplicidade da PMERJ e CBMERJ, já que legislações próprias e peculiares foram ignoradas, permitindo que um “ato delituoso” acontecesse mesmo se sabendo de seu acontecimento há dias. Tudo para desmoralizar covardemente os Militares do Estado do Rio de Janeiro que exigiam DIGNIDADE e RESPEITO.

As prisões em Bangu I foi, segundo relato de testemunha, obra do Comandante PMERJ hoje estranhamente Secretário de Administração Penitenciária.


Pois bem, hoje é Sergio Cabral Filho que foi recolhido para o mesmo Complexo Penitenciário no qual ele prendeu ilegalmente os Militares do Rio de Janeiro e, mais uma vez, o Coronel PMERJ, hoje SEAP, presta seus favores a Sergio Cabral Filho.


Este é o relato que nos chega de dentro do Presídio Bangu 8:
É DENUNCIA! É EXCLUSIVO! É FANTÁSTICO! É CORRUPÇÃO! É SERGIO CABRAL LADRÃO NA PRISÃO!
Um funcionário SEAP lotado na “muralha”, nos informou que o presídio de Bangu 8 está sofrendo uma lavagem geral e esvaziamento de uma ala inteira da Unidade.
Selas que tinham dois presos, passaram a ter seis. O Major Palmira Pereira Marques, chefe de gabinete da SEAP está andando a tarde toda ao lado do coordenador das Unidades de Bangu, ou seja, estão preparando o presídio para que o senhor Sergio Ladrão “fique de boa”.
Denunciemos para a mídia essa boa vida preparada pelos “subalternos” e ainda com o dinheiro do contribuinte.
O Comandante da PMERJ foi Corregedor da SEAP, o Secretário da SEAP sempre esteve no governo do Cabral Ladrão como vice presidente do DETRO. Toda estrutura da SEAP foi escolha do ladrão Sergio Cabral Filho.
Secretário de Administração Penitenciária: Cel. Erir Ribeiro Costa Filho
Chefe de Gabinete: Major Palmira Pereira Marques
Sub Secr5etário Geral de Administração Penitenciária: Lindinaldo Moraes dos Santos
Sub Secretária Adjunta de Administração e Gestão Estratégica: Ingrid Silva Rocha
Sub Secretário Adjunto de Tratamento Penitenciário:  Gilson Sebastião Nogueira
Sub Secretário Adjunto de Gestão Operacional: Sauler Antonio Sakalen
Todos estão a serviço de políticos corruptos, mudança na SEAP já!
Os colegas da “muralha” de bangu, essa é a hora de denunciar essa corja de safados que se vende por uma direção ou coordenadoria. Foi o Sergio Ladrão que aumentou a alimentação dos presos de três para seis refeições diárias. Enquanto o servidor passa fome o vagabundo está muito bem alimentado.

2 comentários: