sábado, 5 de novembro de 2016

O preço da roubalheira


Pezão tratou primeiro de resolver a sua vida, para não sofrer impeachment e poder descumprir à vontade a Lei de Responsabilidade Fiscal. 
Conseguiu que a ALERJ aprovasse o estado de calamidade financeira, completamente inconstitucional. 
Com a vida ganha, agora destrói a vida de servidores, aposentados e pensionistas, dos desabrigados das chuvas, que não receberão mais aluguel social, dos mais humildes, que não terão mais o Renda Melhor nem os Restaurantes Populares. 
Mas, não mexe em incentivos fiscais, nem em gastos com publicidade. Para os amigos não haverá conta amarga, já para os outros é uma bomba na vida das pessoas. Esse é o preço da roubalheira e da política fiscal irresponsável de Cabral, Pezão e Dornelles. 
Com toda a razão, os servidores estão indignados e já falam em greve. Mas o pior é Pezão querer posar de bom moço e dizer que está fazendo isso pensando nos servidores, para lhes garantir o emprego. É revoltante!

Por Edival Anchieta, Diretório LIGA RJ Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário