sexta-feira, 4 de novembro de 2016

PM eleito não significa PM eleito por PMs.


Como resposta de minha postagem sobre “Em quem o PM vota?”, alegaram que PMs foram eleitos vereadores em Municípios do Estado do Rio de Janeiro, como se isso fosse mérito de votação dos PMs. Engano bobinhos, os PMs eleitos vereadores em municípios não poderiam ser eleitos pelo efetivo das Unidades de cada cidade, pois estas unidades PM não possuem efetivo suficiente, mesmo concentrando em um só candidato, de elege-lo.

Esses PMs eleitos conseguiram graças a trabalhos que realizam junto as comunidades onde residem, os votos são de moradores que se convenceram ser o melhor candidato, não por ser PM, por fazer um trabalho convincente.

Tomando como exemplo a Cidade de Petrópolis, onde o vereador eleito com menos votos teve 3.121 votantes, caso ele fosse PM, teria sido eleito por PMs? Impossível! A Unidade daquela cidade possui pouco efetivo, não chegando a 500 policiais, onde a maioria é residente em outros municípios, como Rio de Janeiro e Baixada Fluminense. Os Policiais Militares daquela Cidade que foram eleitos vereadores certamente não o foram com os votos de seus colegas de farda.


Então continua a pergunta, “Em quem o PM vota”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário