sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"Escravos" e capachos


Apenas “capitães do mato” (praças) e “feitores” (oficiais) do BPChoque tentando justificar o injustificável: Usar o “chicote” e o “tronco” à serviço dos “senhores de engenho”, “comendadores”, juízes de fora e ouvidores contra seus próprios irmãos.

Mas ainda há tempo de acordarem para o fato de que também são escravos. Também me dirijo aos “negrinhos” da “casa grande” e “mucamas” (Aptran, Mptran, pencas, agregados, camisas 10, motoristas de coronel e etc...), protegidos pelo “sinhô” e pela “sinhá”.

Acordem! Vocês também são escravos! Estão sendo usados pelos “barões” e “baronesas”, “casa grande” (ALERJ) em festa, senzala (PMERJ) chorando....


Assinado: Preto fujão e abolicionista Dos Anjos

Nenhum comentário:

Postar um comentário