quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

CARTA DE UM JORNALISTA

 Caro General,
 Dias antes de 31 de março, Carlos Prestes disse em Moscou: “O Brasil já é um pais comunista. Só falta oficializar”.


 As correntes de esquerda, que não conseguiram que o Brasil virasse Cuba graças a eficiente ação dos nossos militares, vivem denegrindo e deturpando a história em seu favor.
 Nunca afirmam que o AI5 veio em resposta aos muitos atos terroristas por eles praticados no Brasil.


 Mas isso é passado.
 Nenhum presidente militar enriqueceu.
 Assistimos agora o Brasil chegar ao máximo da corrupção instaurada na sua história.
 Estimulada e capitaneada por aqueles que se diziam governos de esquerda cujos nomes me causam nojo escrever.
 Apoiados pelos desonestos de sempre cuja ideologia é o dinheiro.


 A inversão de valores é total.
 A preocupação com o bem-estar de refugiados sobrepõe-se a dos Brasileiros que padecem com a sua maior crise de desemprego.

Filha de alto funcionário da União Europeia é estuprada e assassinada por imigrante na Alemanha.

 Países que estão abrigando refugiados muçulmanos estão pagando o preço com a morte de seus cidadãos vitimados por ataques terroristas desses fanáticos.
 Em qualquer pais sério, quem arruinou o pais e as suas estatais já teria sido condenado à pena de morte.
 As perspectivas são as piores, considerando os candidatos possíveis de serem eleitos nas próximas eleições presidenciais.
 Uma vez o povo recorreu aos militares para corrigir tudo que estava errado.
 Agora, graças a massiva propaganda dos esquerdistas, visando desmoralizar os governos militares, a volta dos militares ao poder é vista como um grande perigo.
 Para quem?
 Chamam de anos de chumbo.

Chumbo que deveria sim ter sido usado e não foi para fuzilar os que lutaram não para implantar aqui a democracia, mas uma ditadura igual a que existe em Cuba, na Venezuela e existiu nos países da falida União Soviética.
 Os partidos comunistas continuam a existir naqueles países. O povo neles não vota, como faz aqui. Porque sabe que não prestam. Dominaram diversas nações, assassinando milhões de pessoas por nada, suprimindo a liberdade, roubando o que puderam e proibindo as pessoas de saírem porque senão seus países ficariam desertos.


 Já vivi o bastante para saber o que é verdade e o que é mentira.
 O que é hipocrisia e campanha de desconstrução.
 Espero que o Brasil consiga se ver livre de todos os corruptos e dos que desejam implantar aqui a esquerda rejeitada no mundo que na prática revelou que não presta.
 Não tive nenhum familiar, nem amigo que tenha sofrido absolutamente nada durante os governos militares. Organizei e produzi quase quarenta festivais de música nos anos 70 sem nenhum problema.

Reinaldo Leal – Jornalista do Rio de Janeiro ”
Nota: Esta carta foi recebida em face do Pensamento do Clube “ A Lição da História”


Nenhum comentário:

Postar um comentário