domingo, 11 de dezembro de 2016

Linha Amarela, que se “phôda” o usuário


A Linha Amarela parece querer prejudicar seu usuário, não se importando o quanto esteja engarrafado nem com a extensão deste engarrafamento provocado por sua incompetência em agilizar o pagamento nas cabines. O tal do “papa filas” parece mais um monte de bonecos enfeitando a pista, também não dando nenhuma vazão ao fluxo.


Hoje, as 19:20, vindo da Barra da Tijuca, me deparei com engarrafamento à 500 metro antes do término do túnel da Covanca, mais 500 metros deste até a cabine de pedágio, totalizou um quilometro percorrido em 10 minutos, sendo a velocidade média de 12 KM por hora. Imaginou o que é isso?


Mais de cinco minutos dentro do túnel, local com altos índices de emissões de gazes poluentes concentrados, onde crianças, idosos e pessoas com problemas pulmonares ficaram exposta criminosamente a este ambiente pela fome de arrecadar o pedágio.

Urge a necessidade de lei municipal igual a já existente na esfera federal, onde a espera por mais de 5 minutos ou fila maior que 100 metros implica na liberação de cobrança até que a situação se normalize. Outro sim, devido a falta de fiscalização do poder público no local, que haja livro de reclamações à disposição do usuário insatisfeito.


Link: Isenção de pedágio se fila ultrapassar 100 metros

Foi só “vencer” o obstáculo pedágio que o fluxo se normalizou, mostrando que o maior empecilho na via “expressa” é a incompetência e o “caga e anda” para o usuário”.




Enquanto outras concessionárias se esmeram em agilizar cobrança, a Linha Amarela quer que o usuário se “PHÔDA”, nem cabine para cobrança de motos existe, elas estão com prioridade, prejudicando ainda mais o tempo de espera.

        Ponte Rio Niterói, pedágio exclusivo para motocicletas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário