segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O Bombeiro Militar foi às forras!


Ainda deve estar na memória de todos os fatos ocorridos em 2012, quando 439 militares do Rio de Janeiro foram trancafiados no Presídio de Segurança máxima de Bangu, contrariando legislação a respeito de que, enquanto militares devem ficar em unidades prisionais da Corporação. Devem também se lembrar de que muitos foram sumariamente excluídos de suas Corporações, em processos “ditatórias” que satisfizeram o interesse do governo à época, Sergio Cabral Filho, o mesmo que hoje está preso à disposição da Justiça Federal por ser um LADRÃO.

          Chegada de Sergio Cabral ao Sistema Penitenciário de Bangu

Um militar em especial me chamou atenção, contando com 32 anos de serviço, foi excluído dentro de um destes processos sumários, se viu ele e sua família no desespero de não terem mais o sustento. O militar que completou seu tempo tem adquirido o Direito a receber proventos, sendo quando justo, reformado administrativamente, passando para a inatividade sem o soldo acima.

Por sorte foram anistiados, mas o período que passou sem prover o sustento seu e de sua família deve ter sido terrível para este Senhor que, depois de anistiado, voltou à ativa tendo em seguida solicitado sua passagem para a reserva remunerada com o provento a que fez jus.

Ironicamente o destino quis lhe fazer um “agrado”, soltar tudo que tinha dentro de seu peito para seu desafeto. Não diretamente, mas para seu filho, que pelo visto trilha o mesmo caminho do pai para ser outro delinquente na política brasileira.


Estava ele ansioso para ver a saída de Sergio Cabral de Bangu 8 com destino a Curitiba, já que aqui estava tendo privilégios inaceitáveis para um detento. Não conseguiu ver Cabral, este já havia sido transferido, mas avistou seu filho, Marco Antonio Cabral. Não conteve e disse: “O FDP estava preso aqui? Estava preso aqui aquele safado? Aquele bandido! Foi por causa dele que militares estiveram presos em Bangu I, ele também tinha de ficar em Bangu I, Bangu 8 é muito leve. Safado! Me colocou na rua com 32 anos de Bombeiro, agora tá se fudendo, vai bater na mão de Sergio Moro”

Então o filhote de ladrão se dirigiu ao militar e disse: “O senhor me conhece? Sou o filho dele, o senhor tem de respeitar minha dor”.
Com imenso prazer escutou: “Vai se fuder rapaz! Que respeitar sua dor rapá! Teu pai respeitou a dor de alguém? Me exclui da minha corporação com mais de 30 anos de serviço, teu pai é BANDIDO! Vai embora, vai enganar outro! Vocês são tudo uma quadrilha! Só sua campanha custou 6 milhões de reais, pensa que não sabemos? Vai a merda, não fale comigo seu merda! Não te conheço como porra nenhuma não! Teu pai é bandido e vai ficar preso SIM!

Sergio Cabral com destino a Curitiba, algemado e sem as "regalias" que Bangu lhe proporcionava.

Então o filhote de ladrão começou a chorar, entendeu que já não são mais os “poderosos” do Rio de Janeiro. Hoje não passam de ladrões presos e outros que certamente o estarão. Afinal, é uma quadrilha da qual o filhote estava sendo trinado para fazer parte.

Por fim o áudio encerra com o militar pedindo desculpa aos ouvintes pelo desabafo, mas este desabafo se fez necessário, é o de todos nós que direta ou indiretamente foram e estamos sendo atingidos pelas causas e consequências da formação desta quadrilha que destruiu o equilíbrio financeiro deste Estado.


Não digo o nome do Militar, mas os que vivenciaram a época de “exceção” ocorrida contra os militares deste Estado sabem tranquilamente identificar o militar em questão.

2 comentários:

  1. BOM TOM DE VOZ. EU LAMENTO MUITO ESPERO QUE AS FFAA ENTRE EM ACAO MAIS RAPIDO POSSIVEL. @CNN.COM

    ResponderExcluir
  2. Eu o conheço, é determinado e busca por justiça.
    E digo mais,ele foi um dos primeiros a denunciar Sergio Cabral, busco no YouTube Sgt Valdelei na Candelária que vocês verão ele fardado e denunciando o ex Governador Sergio Cabral em 2010.

    #CABRALACASACAIU

    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir