sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PM - Operação Mãos Limpas!


Considerando que várias categorias de Servidores Públicos de Estado Do Rio de Janeiro farão uma paralização de 24 horas no dia 12/12, dia do ato público na ALERJ em repúdio ao “pacote4 de maldades”;
- Considerando que a corrupção instituída no Estado já levou à prisão dois ex governadores, a esposa de um deles, sendo ainda delatados o atual governador e o Presidente da ALERJ na Operação Lava Jato;
- Considerando a exclusão da cidadania plena dos militares na Constituição Federal e na Estadual, que veda sindicalização e o direito a greve.


Os heróis anônimos decretam a “OPERAÇÃO MÃOS LIMPAS”!  A partir da assunção do serviço na segunda feira, 12/12, que consistirá:
1)    Somente sair da unidade com equipamento de proteção individual completo e dentro da validade;
2)    Viaturas em condições plenas de uso e documentação em dia;
3)    Caso não esteja com a saúde 100% deverá pegar papeleta e se dirigir a uma unidade de saúde da Corporação, sendo do interior, comparecer ao sistema de saúde que usa na sua rotina, inclusive cobertos por plano de saúde;
4)    Todas as alterações deverão ser comunicadas ao Oficial de Dia, lançadas na papeleta de serviço e na ficha de circulação de viatura os que detectarem problemas na viatura;
5)    Caso superados todos os impedimentos de assumir o serviço, deverá conduzir todas as ocorrências para a D.P. Maquininhas e apontadores do bicho ainda é contravenção e lembrando que a Polícia Civil também fará paralização; e
6)    Os PMs que estiverem de serviço na ALERJ, cumpram as ordens, desde que não sejam absurdas. E sendo, busquem testemunhas militares e/ou civis. Persistindo o abuso de autoridade, não discuta nem se insubordine, simplesmente faça chegar aos lideres da manifestação.


Rio de Janeiro, 08 de dezembro de 2016

 HERÓIS ANÔNIMOS




O Dr. Marcelo Carregoza, Delegado da 5ª D.P. no Centro da Cidade avisou que na segunda feira estará de serviço. Se houver covardia do BPChoque com os policiais presentes na manifestação, ele prederá os policiais do Choque e seus oficiais.
Ressaltou ainda que estão agindo como “cães de guarda” e não como policiais, que estão desrespeitando os companheiros que lutam pelo direito comum a todos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário