terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cadê você PM?


Há anos estou nas ruas, começando com os Bombeiros Militares em 2011. Infelizmente ainda não vi mobilização dos Policiais Militares que despertasse respeito, respeito por união, respeito por cidadania.


Mas vejo lideranças se destacarem, como vi o à época soldado Wagner Luiz, o à época Cabo Gurgel, o Major Elitusalem Freitas e o Tenente Da Silva. Cada um com suas particularidades, cada um com seus objetivos, mas todos com ideais. Não vou comentar sobre cada um para não transparecer pessoalidade, fizeram, fazem e vão fazer suas partes neste processo de cidadania dentro da PMERJ.

Wagner Luís

Gurgel Soares

Elitusalem Freitas

Da Silva

Embora não vá falar sobre cada um, vou falar sobre o SOS POLÍCIA, movimento que vem merecendo atenção por sua dedicação em prol da DIGNIDADE, do RESPEITO e da VIDA do Policial Militar; diferente da grande maioria que ainda não se importa com esses pontos.


O SOS POLÍCIA fez um belíssimo ato em Campo Grande, ato significativo realizado onde ninguém jamais ousou fazer, numa área onde, além do tráfico, os milicianos imperam. E o que vi? Vi criticas dos policiais militares sobre o evento naquele bairro distante. Porra! Distante de que? A única distancia que vejo é o interesse em valorizar as ações do SOS POLÍCIA!


Já fizeram na ALERJ, com pouca presença. Já fizeram em Copacabana, com pouca presença. E agora em Campo Grande, também com pouca presença. Sei que para muitos é difícil por diversas circunstancias esses deslocamentos, mas num universo representativo da categoria policial militar de cerca de 100.000 componentes entre ativos, inativos e pensionista, nem uma centena se faz presente.


Pois bem, passou, amanhã novamente estarão na ALERJ. O objetivo ainda é o mesmo, livrar o Rio de Janeiro da quadrilha PMDB que, apesar das prisões, das denuncias e das provas, ainda persiste em destruir mais e mais o Estado. E junto com seus servidores.

Julio Peres

Vejo junto aos servidores do Estado do Rio de Janeiro outros movimentos aderirem à causa, como os Intervencionistas. Sim, Intervencionistas! A causa não é só dos servidores, é de toda a sociedade fluminense. Como também tá na hora de ver numa Intervenção a única forma de tirar a quadrilha do poder, afinal, eles Legislam.



Amanhã, dia 1º de fevereiro, o SOS POLÍCIA novamente volta à ALERJ, contra as decisões de sacrificar o funcionalismo público, contra a venda da CEDAE e contra o PMDB e parlamentares em conluio nesta ladroagem. Só espero ver o policial militar, que ainda está sem seu 13º salário referente a 2016 e na iminência de perder muito mais.

4 comentários:

  1. Enquanto os policiais se submeterem ao segundo emprego com orgulho e propinoduto com egoísmo ( isto é equivalente à um número de 95% da Corporação) )não obteremos córum da PMERJ...HOJE O POLICIAL MILITAR USA A CARTEIRA PARA SUGEITAR A TRABALHAR ATÉ A MORTE PRA VIVER DE APARÊNCIA COMO DESCULPA PRA NÃO PROTESTAR E PERDER A ESCALA OU NA CULTURA DE "PADRINHOS" QUANDO DE SERVIÇO PARA AGRADAR OS OFICIAIS E VIVER DE OSTENTAÇÃO NA FOLAGA...SENDO QUE ESSAS DUAS FORMAS SÃO A CAUSA DE MAIOR MORTANDADE NA CLASSE...
    ACORDEM POLICIAIS MILITARES...VCS JÁ VIRAM JUÍZES OU POLITICOS FAZEREM BICOS PARA COMPLEMENTAÇÃO SALARIAL??

    ResponderExcluir
  2. Enquanto os policiais se submeterem ao segundo emprego com orgulho e propinoduto com egoísmo ( isto é equivalente à um número de 95% da Corporação) )não obteremos córum da PMERJ...HOJE O POLICIAL MILITAR USA A CARTEIRA PARA SUGEITAR A TRABALHAR ATÉ A MORTE PRA VIVER DE APARÊNCIA COMO DESCULPA PRA NÃO PROTESTAR E PERDER A ESCALA OU NA CULTURA DE "PADRINHOS" QUANDO DE SERVIÇO PARA AGRADAR OS OFICIAIS E VIVER DE OSTENTAÇÃO NA FOLAGA...SENDO QUE ESSAS DUAS FORMAS SÃO A CAUSA DE MAIOR MORTANDADE NA CLASSE...
    ACORDEM POLICIAIS MILITARES...VCS JÁ VIRAM JUÍZES OU POLITICOS FAZEREM BICOS PARA COMPLEMENTAÇÃO SALARIAL??

    ResponderExcluir
  3. Valeu Gillete pela bela postagem, só espero quando eles acordarem já não seja tarde demais.Ten Da Silva

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Villette pela publicação. Espero que eles não acordem tarde demais.

    ResponderExcluir