quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Minha vida está ficando difícil.


Nasci branco, então sou racista.

Não votei no PT, PC do B, PSOL, então sou fascista.

Sou hétero, o que faz de mim um homofóbico.

Nunca fui sindicalizado, o que me torna um traidor da causa operária e aliado do patrão.

Eu penso e não engulo qualquer coisa que a mídia me empurra, portanto sou reacionário.

Atenho-me a meus valores morais e culturais, o que me faz ser xenófobo.
Eu gostaria de viver em segurança, e que os bandidos estivessem na cadeia, então sou um saudosista do DOI-CODI.

Cumpro as leis e gostaria que todos, inclusive o governo, também cumprisse, o que me torna um membro da Direita.

Sou adepto incondicional da meritocracia, o que me torna liberal.

Fui educado com severidade e disciplina, pelo que sou grato aos meus pais, avós e a verdadeira escola; o que me transforma num carrasco de crianças, impedindo seu pleno desabrochar.

Sou adepto do pensamento que todo cidadão é responsável pela defesa do País, então eu sou militarista.

Eu gosto de me esforçar e de sobrepujar metas, o que me faz ser um cidadão desprovido de solidariedade com os demais, que apenas cumprem minimamente as suas tarefas.

Vivi uma vida regrada, poupando e me esforçando. Hoje, os comunistas/socialistas/petralhas, dizem que sou burguês.


Então eu sou grato aos amigos que ainda tenho e, apesar de tudo, sigo em frente.

(Autor desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário