sábado, 4 de fevereiro de 2017

Tá me dando a síndrome do Lampião

Tá me dando a síndrome do Lampião, o Capitão Virgulino Ferreira da Silva.


Tô com vontade de matar um General!

O povo brasileiro botou bandidos para governar o Brasil. O povo é bobo e virou massa de manobra dos comunistas pelo gramscismo e foi enganado.
O povo agora, vendo que foi enganado até pela televisão, desarmado pelo governo, com fome, fraco, doente e sem dinheiro, não consegue reagir. Não consegue protestar.

A fraqueza física pela doença e pela fome não permite que o povo se manifeste, ele já não vê saída, não acredita numa solução, se acomodaram e se entregaram. Não consegue vislumbrar uma Intervenção Militar a única forma de reverter a situação. Claro, foram por décadas doutrinados a ver o governo militar com os olhos que a esquerda queria.

O povo está morrendo enclausurado no refúgio do anonimato de sua casa, de sua toca, de sua cabana, sua meia água, sua ponte, sua marquise; sua trilha a passos largos para a sepultura. Assim dando lugar de conforto aos chefes comunistas.

Milhões gritam nas redes sociais por eles mesmos e pelos que cobertos com a ignorância, não o fazem.
Os Generais sabem disso.

Os Generais sabem que o povo sofrerá na escravidão para a morte! Mas a covardia é muito grande, e maior ainda é o vazio gelado nos peitos dos Generais do século XXI. Peito oco onde o patriotismo não deixou nem lembranças de Caxias.

Os Generais de 64 estão se revirando no túmulo, não conseguem descansar em paz com tanta covardia de seus pares de hoje, que nem como colegas merecem ser chamados. Vêm inertes os governantes usarem folhas do livro Constituição Federal para tapetes de desfile dos ladrões do Tesouro Nacional, assistem covardemente o massacre que silenciosamente acontece contra o povo deste País, assistem também, com sorriso, ao trator que derruba bustos dos heróis presidentes militares nas praças públicas e a colocação de terroristas, assassinos e outros dejetos comunistas em seu lugar.

Generais, o povo se desvencilhou da culpa pela estupidez própria, da qual têm ciência e pede clemencia. Muitos, a maioria tem nos militares a esperança. Mas, quem conhece o tamanho da traição de muitos comandantes quatro estrelas, conserva a inocência dos que gemem, daqueles que acreditam, daqueles que ainda aproveitam a ultima respiração para balbuciar as ultimas palavras: “SOCORRO GENERAIS!”

Morrerão enganados, mas morrerão felizes, morrerão na esperança de que os filhos ficarão livres da escravidão comunista e salvos pelos Generais.
Lamento por aqueles que conhecem a verdade, sofrem a desilusão e assistem o horror da chegada do comunismo.
Os Generais conhecem tudo!

Quanto maior o conhecimento, maior a culpa dos Generais. Eles têm o poder, a força e o conhecimento, mas o povo não tem nem o conhecimento, nem o poder e nem a força.

Inevitável será a instalação da escravidão comunista no Brasil, e inevitável será a condenação dos Generais pelas gerações futuras.

Paulino de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário