quarta-feira, 22 de março de 2017

Cavalo X animal

"A segurança pública é dever do Estado direito e RESPONSABILIDADE DE TODOS", artigo 144° da CFRB/88.


Está na Constituição Federal Brasileira, o cidadão tem que aprender a Lei, sair da ignorância e entender que ele também é parte na segurança pública do país!


Animal irracional x animal racional (ao menos deveria ser racional).
Enquanto não distribuírem "fraldas" pra cavalo como item de higiene para cada um dos policiais que trabalham no Regimento de Cavalaria, o policial não terá culpa sobre as fezes do animal.
Agora a pergunta que não quer calar, se fossem vagabundos pichando a loja dele ou urinando na sua porta, SERÁ QUE ELE IRIA ABORDA-LOS COM SUA ARROGÂNCIA?
Cabe ao policial que está à serviço da segurança pública ficar catando as fezes do animal ou a sociedade que está sendo beneficiada com a presença do policiamento pode dar essa "contribuição" para ordem pública e limpar os dejetos do equino?

Às vezes penso que os animais racionais são os nossos piores inimigos!
A PMERJ cata "cocô" todo dia, merda produzida pela sociedade, o mínimo que se espera é que a sociedade colabore no mesmo sentido!
Major PMERJ Elitusalem Freitas.

Agora vocês imaginem, O cara tem um estabelecimento comercial na Estrada da Posse em Campo Grande, região que registra um dos maiores índices de roubo a pedestres daquele bairro. Então, o comerciante privilegiado com um policiamento a cavalo em frente a seu estabelecimento, não tendo mais nada a fazer, resolve arrumar problema com o policial que ali está para propiciar segurança para ele também, tendo como motivação as fezes do cavalo. Sinceramente? Ou é um "fetiche" entubado ou seu comércio é frequentado por viciados, marginais e outros dejetos da sociedade; não vejo outra razão para justificar sua maneira de agir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário