segunda-feira, 24 de abril de 2017

Um "rolo compressor" passa por cima dos policiais a cada dia.

Um policial militar morreu após ser atropelado por dois suspeitos em uma moto na noite deste sábado (22), nas imediações de Manguinhos, zona norte do Rio.
Os suspeitos tentaram escapar do cerco policial, mas foram capturados pelos policiais militares. Um homem que passava pelo local ainda tentou roubar a arma do policial e também foi preso.
Soldado Carvalho morreu devido a ferimentos depois de ser atropelado por dois homens suspeitos em uma motocicleta
Carvalho chegou a ser levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Ele trabalhava há cinco na Corporação e deixa um filho.
Os três homens presos – entre eles um adolescente de 17 anos, que dirigia a moto – foram levados para a Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Diante da morte trágica de mais um policial militar na noite de ontem, o Sd Carvalho, vamos deixar aqui um alerta à nossa tropa!

Major PMERJ Elitusalem Gomes Freitas

Não é a primeira vez que temos um policial atropelado numa operação de busca e revista em veículos.
Sabemos que nos falta equipamentos como os chamados "jacaré", sabemos que muitas vezes as Arep são feitas com um número inferior de policiais que prevê o manual, mas qual é a missão mais importante do que VOLTAR VIVO PARA SUA FAMÍLIA?

Se o veículo suspeito não obedecer a ordem de parada, peça apoio, persiga, se tiver as condicionantes legais, ATIRE!!! MAS SOB HIPÓTESE NENHUMA COLOQUE SEU CORPO NA FRENTE DO VEÍCULO ACHANDO QUE ELE VAI PARAR!
Essa guerra existe antes de nós nascermos, não foi criada por nós e possivelmente estará aí após a nossa partida, portanto FIQUEM VIVOS!

De diversas formas este "rolo compressor" passa diariamente por cima dos policiais do Estado do Rio de Janeiro, seja lhes tirando direitos, seja com ajuda da imprensa, seja mutilando-os, seja os assassinando, esquartejando, incinerando ou simplesmente numa operação policial desobedecendo a ordem legal, passando por cima dele.
Como pode esse potencial numérico ainda estar inerte diante de seu extermínio? 

Um comentário:

  1. Tinha que acabar com essas áreaps. Colocam só dois policiais pra fazer abordagens em áreas totalmente dominadas por vagabundos é muita sacanagem. Se não tem efetivo deixa apenas o patrulhamento ostensivo atuar. Todas essas mortes são de responsabilidade do comando geral e de seus comandantes de batalhões

    ResponderExcluir