segunda-feira, 15 de maio de 2017

A quem a rede GLOBO serve?


Para o soldado norte americano, Mark, filho de um brasileiro, morto no Afeganistão em combate com o Estado Islâmico, uma matéria inteira no Fantástico.
Para os setenta e um policiais mortos no Rio de Janeiro, apenas uma sentença, e essa condenatória, "a polícia que mais mata", onde deveria ser A POLÍCIA QUE MAIS COMBATE, MESMO COM AS ADVERSIDADES!
Brasil, o país da inversão de valores e da moral seletiva!   


video

Sgt Mark, soldado americano filho de brasileiro, foi o primeiro soldado americano a morrer esse ano em combate no solo afegão. Recebeu altas honrarias do Exercito Americano, os amigos fizeram uma vaquinha online que arrecadou muito dinheiro para a família.

A morte do soldado gerou uma ação do governo americano, o lançamento da maior bomba não atômica, a “mãe de todas as bombas”, que resultou na morte de mais de 90 afegãos rebeldes ou não.


A Rede GLOBO de televisão, em seu programa dominical Fantástico noticiou por mais de cinco minutos a história, enaltecendo o lado heroico do Sgt Mark e em momento algum questionou as mortes consequentes das bombas americanas, nem teve ninguém dos direitos humanos defendendo os afegãos mortos.

video

No Brasil, em especial no Rio de Janeiro, já se foram 71 policiais mortos até a presente data e somente este ano; e não há nenhuma reportagem de indignação por parte da Rede GLOBO.

Quando morrem criminosos a primeira ação é ouvir as “vitimas”, acusar a polícia e as forças de segurança, fazer com que a opinião pública e a sociedade fiquem contra a polícia, pedir a expulsão do policial, procurar os direitos humanos para que entre com representação contra o governo e outras ações.

Major PMERJ Elitusalem Gomes de Freitas

Um comentário:

  1. Aos PMs. Qdo. a Rede Globo for atacada em qualquer tipo de manifestação, deixe o pau comer solto.

    ResponderExcluir