sexta-feira, 30 de junho de 2017

O Sétimo Batalhão está acima


Não sei o que é mais triste: pessoas que não pensam antes de generalizar ou pessoas que se fingem de ingênuas para culpar e condenar todos os praças – e somente eles por crimes e ilegalidades.

Conheço homens e mulheres que trabalham no 7º BPM e que saem de suas casas colocando a própria vida em risco para defender e salvar a quem sequer conhecem.

Que até hoje não receberam o 13º salário do ano passado, serviços extras de 2015 ainda não foram pagos.

Que não tem viaturas, coletes, armamento e alimentação adequados/decentes e, mesmo assim, estão lá colocando a cara a tapa, pois, também são clientes do próprio serviço.
Sei que todos eles estão com a alma lavada, porque separar o joio do trigo é benéfico para eles mesmos.

Eu estava lá na manifestação de esposas e familiares, que justamente reivindicavam o pagamento dos valores devidos pelo Estado e exigiam melhores condições e estrutura de trabalho. Vi o apoio de muitos PMs da Unidade, muitos mesmo! As reivindicações eram benefícios para todos eles.
Vi o desespero e despreparo de alguns, sim alguns oficiais. Acho que muitos devem se lembrar, pois foi divulgado por vários veículos de imprensa.

Quem pega dinheiro de traficante e negocia arma apreendida não merece defesa, e menos ainda que manda ou é conivente em troca de benesses ilícitas provenientes desses atos delituosos. Mas quem manda ou é conivente fica dentro de gabinetes e leva a maior parte e, no rebentar da corda, posam de inocentes e “guardiões” da honra e do pundonor policial militar e até participam, como juízo, de Processos Disciplinares para exclusão de quem se deixou pegar.

Dinheiro sujo! As armas que continuam nas ruas, apenas mudando de mãos, tiram a vida da sociedade e de seu igual, do colega que pode estar a seu lado.

Que os realmente envolvidos sejam punidos, que façam uma delação premiada para que haja justiça, para que haja punição para TODOS os envolvidos e não somente para alguns que agiam em nome de seus superiores.

Que não percamos o respeito por aqueles que merecem, os que enfrentam bandidos desconhecidos e ao mesmo tempo BANDIDOS que se fingem de amigos. Esses homens e mulheres que honram a sua farda são sim a maioria na PMERJ. Não merecem sofrer preconceitos  e menos ainda serem alvos de generalizações.

Direta ou indiretamente temos amigos no 7º BPM, temos orgulho de sermos uma Corporação. Se não fosse por eles nem conseguiríamos sair de casa, pois, o Município de São Gonçalo está largado, pelos (des)governos do Estado e pela Prefeitura.
Meu respeito continua e sei que sairão desta mais fortalecidos.
(Policial Militar)

#ForçaeHonra
#JuntosSomosMaisFortes

#EuAmoOSetimoBatalhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário