quinta-feira, 22 de junho de 2017

Na Alemanha já não suportam mais os muçulmanos.

Texto de uma médica tcheca.Ela é anestesiologista e trabalha num hospital de Munique. Vejam o que está acontecendo no atual ambiente multicultural da Alemanha, segundo o que ela relata.


"Ontem tivemos uma reunião sobre como a situação aqui e em outros hospitais de Munique ficou insustentável. As clínicas não conseguem lidar com emergências e assim começam a enviar tudo para os hospitais.
Muitos muçulmanos estão recusando ser tratados por funcionários do sexo feminino e, nós, as mulheres, estamos nos recusando a trabalhar entre africanos especialmente. As relações entre a equipe e os migrantes está indo de mal a pior. Desde o último fim de semana, migrantes que vão a hospitais têm que ser acompanhados por policiais.

Muitos migrantes têm AIDS, sífilis, tuberculose aberta e muitas doenças exóticas que, aqui na Europa, nem sabemos como tratar. Se recebem uma receita, aprendem na farmácia que têm que pagar em dinheiro. Isto leva à explosão de insultos inacreditáveis, especialmente quando se trata de remédios para crianças. Eles abandonam as crianças com o pessoal da farmácia e dizem: Então, curem-nas vocês! Portanto, a polícia não tem que proteger apenas clínicas e hospitais, mas também grandes farmácias.
Só podemos perguntar: Onde estão todos aqueles que, nas estações de trem e na frente das câmeras de TV, mostram cartazes de boas-vindas?Sim, por enquanto as fronteiras foram fechadas, mas um milhão deles já estão aqui e, definitivamente, não seremos capazes de nos livrar deles.Até agora, o número de desempregados, na Alemanha, era de 2,2 milhões. Agora vai ser 3,5 milhões. A maioria destas pessoas é completamente não empregável. Um mínimo deles tem alguma educação.

E mais: suas mulheres não fazem coisa alguma. Estimo que uma em dez está grávida. Centenas de milhares trouxeram consigo lactentes e crianças menores de seis anos desnutridas e negligenciadas. Se isto continuar, e a Alemanha reabrir suas fronteiras, eu voltarei para casa, na República Tcheca. Ninguém vai poder me segurar aqui, nem com o dobro do salário. Eu vim para a Alemanha e não para África ou Oriente Médio.
Mesmo o professor que dirige o nosso departamento falou da tristeza em ver a mulher da limpeza fazendo seu serviço, há anos por 800 Euros, e depois encontrar homens jovens estendendo a mão, querendo tudo de graça e, quando não conseguem, se alteram.

Eu realmente não preciso disso! Mas estou com medo de, se voltar, encontrar o mesmo na República Tcheca. Se os alemães, com os seus recursos, não conseguem lidar com isto, lá seria o caos total. Ninguém que não tenha tido contato com eles pode ter uma ideia de que espécie s que são, especialmente os da África, e como os muçulmanos agem com soberba religiosa sobre a nossa equipe.
Por ora, nosso pessoal ainda não foi reduzido, em consequência das doenças trazidas para cá, mas, com centenas de pacientes todos os dias, isso é apenas uma questão de tempo.

Num hospital perto do Rheno, os migrantes atacaram a equipe a facadas, depois de trazerem um recém-nascido de 8 meses, que estava à beira da morte, arrastado através de meia Europa, durante três meses. A criança morreu, depois de de dois dias, apesar de ter recebido os melhores cuidados, numa das melhores clínicas pediátricas da Alemanha. O médico teve que passar por cirurgia e duas enfermeiras foram para a UTI. Ninguém foi punido. A imprensa local é proibida de noticiar. Nós ficamos sabendo por e-mail.
O que teria acontecido a um alemão, se ele tivesse esfaqueado um médico e duas enfermeiras? Ou se ele tivesse jogado sua própria urina, infectada por sífilis, no rosto da enfermeira e a ameaçado de contaminação? No mínimo, iria ser preso imediatamente e depois processado. Com esse povo, até agora, nada aconteceu.

Então, pergunto: onde estão todos aqueles que saudaram sua vinda e os recepcionaram, nas estações ferroviárias? Sentados, bonitos em casa, curtindo suas organizações não lucrativas, aguardando ansiosamente os próximos trens e o próximo lote de dinheiro em pagamento dos seus préstimos como recepcionistas???!!!
Se fosse por mim, eu arrebanharia todos esses recepcionistas e os traria primeiro aqui, para a ala de emergência do hospital, para agirem como atendentes, depois para um alojamento de migrantes, para que possam cuidar deles lá mesmo, sem policiais armados, sem cães policiais, que hoje podem ser encontrados em todos os hospitais da Baviera, e sem ajuda médica."

Eis o teor do desabafo desta profissional, que nos pode dar uma ideia do que está sendo preparado, como futuro, através da multiculturação, que está sendo impingida aos povos do Velho Continente, principalmente à Alemanha.
Uma coisa é a solidariedade, e outra é a ingenuidade...

Texto retirado da Internet

video
No Brasil, brasileiros esperam anos por licença e são preteridos por muçulmanos recém chegados. No Rio de Janeiro, nossos compatriotas ficam sujeitos a terem suas mercadorias apreendidas pela fiscalização enquanto os "imigrantes" obtém fácil e rapidamente.



28 comentários:

  1. QUE DEVOLVAM ESTES IMIGRANTES PARA SUAS ORIGENS.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe um ditado que diz: "Quem planta tâmaras não colhe tâmaras" isso porque as tamareiras levam de 80 a 90 anos para darem os primeiros frutos. Certa vez um jovem encontrou um velho monge plantando tâmaras e logo perguntou: por que o senhor planta tâmaras se o senhor não vai colher? Sabiamente o senhor respondeu com um sorriso bondoso no rosto: meu filho, vai tomar no seu cu, o quintal é meu e planto o q eu quiser.

      Excluir
  2. MAS QUERO VOS DIZER,QUE O BRASIL TEM JEITO SIM! SÓ QUE TEMOS DE SER RÁPIDOS E UNIDOS URGENTEMENTE!DIA 25/06 VAMOS PARA AS RUAS DE TODOS ESTADOS DO BRASIL! PARA A FRENTE DOS QUARTÉIS DE SUA CIDADE! EXIGIR NOSSOS DIREITOS DESTRUIDOS POR ESTES CRIMINOSOS DO PODER! QUEREMOS NOSSO BRASIL COM TODOS SEUS VALORES DE VOLTA! SOMENTE AO EXÉRCITO DE CAXIAS PODE RESGATAR ESTES VALORES,ATRAVÉZ DO CLAMOR DE MILHARES NAS RUAS! POIS FOI ASSIM QUE O TIRANO FHC ASSINOU: O EXÉRCITO SÓ PODE INTERVIR MEDIANTE O CLAMOR DO POVO!>> E DAI POVÃO??? VAMOOOOSSS! É DIA 25/06 NOSSO EVENTO DESTE MÊS! DIA 09/07 TEM MAIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tarde demais pois o povo foi confundido e anestesiado.
      Se não destruir a bastilha,as cabeças continuarão sendo cortadas.

      Excluir
    2. O povo brasileiro em decorrência de sua infinita alienação e analfabetismo político elegeram nas últimas décadas comunistas corruptos e canalhas da pior especie que fuderam nosso país. Só uma intervenção Militar Urgente poderar restaurar a diguinidade a moral e a paz nesse puteiro

      Excluir
  3. Somente a Polônia, a República Tcheca, a Ucrânia, e Angola barraran a invasão mulçumana, mas o povo foi às ruas em massa para alcançar essa vitória. Os mulçumanos já desembarcaram no Piauí, Maranhão e Paraíba,mas a midia não divulga..REAJE BRASIL - SOS FFAA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. República Checa not Tchaka khan tchaka khan, let me rock you and chuck a can. Sorry.

      Excluir
  4. Tá feia a coisa, não só na Alemanha, mas França, Suécia e Holanda que o digam.

    ResponderExcluir
  5. Por aqui já não adianta mais fazer nada. Os muçulmanos vão chegar, tomar nosso lugar e impor a sharia. Seremos pessoas de segunda classe em nosso próprio país. Nem o Exército pode detê-los, infelizmente. E isso se quisesse, o que não é bem o caso.

    ResponderExcluir
  6. Se o povo não reagir vão tomar o poder rápido.

    ResponderExcluir
  7. Assim, como o povo europeu foi bestializado,ingênuo,inocente com a receptividade com os assassinos e estupradores muçulmanos-indo até ,mesmo nas estações de trens,com os cartazes de WELL COME,por aqui os IMBECILIZADOS dos brasileiros ignoram a grande ameaça.Para se ter uma déia do que representou a invasão dos muçulmanos na Europa,na Suécia os estupros saíram de 0% para 500%.A ESQUERDA INTERNACIONAL apoiou a invasão do ISLAMISMO.A IMPRENSA esconde os crimes e os criminosos da sociedade européia.Existe um plano para a extinção do povo europeu,do cristianismo.O ISLAMISMO deseja dominar o planeta.O COMUNISMO INTERNACIONAL quer tirar proveito usando o ISLAMISMO para lhe abrir as portas para a internacionalização do COMUNISMO e da criação de países escravos pelo Globo.DEUS deixará?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria muito dizer que isso tudo que escreveu não passa de fantasias tuas. Mas, infelizmente, não posso.

      Excluir
  8. è o que faz mulheres desvalorizarem os homens europeus,um dia vão precisar da força física deles para expulsar esta praga,mas com feministas contra os seus homens....infelizmente algumas terão q morrer primeiro nas mãos desses selvagens para depois os homens de verdade entrarem em acção.....essa gente vai ser expulsa um dia

    ResponderExcluir
  9. aqui no Brasil o que está por traz disso que não tomam nenhuma providencia? será que o estado islâmico dominou a cúpula ?com dinheiro sim pois é somente esse o interesse desses vagabundos de Brasilia digo porque antigamente tinha maior respeito qdo se falava em autoridade governamental e judicial--- hoje descredito total.

    ResponderExcluir
  10. aqui não posso dizer o que penso ? querem elogios .

    ResponderExcluir
  11. A impressão que tenho sobre essa imigração em massa para a Europa, é que se Angela Merkel e demais governantes Europeus não foram de alguma forma ameaçados, então foi por que enlouqueceram de vez. Ademais, retirar-se um ou dois milhões de pessoas do Oriente Médio e África e colocá-las na Europa, além de trazer problemas imensos para esses países, pouco ou nada adiantará para os países "fornecedores", que rapidamente, pela reprodução não planejada, restaurarão o número de suas populações.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia. Gostaria de fazer contato com esta médica para outras informações. Pode me fornecer o link da internet

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como postado, o texto foi retirado da internet, onde se pode visualizar várias fontes. Coloque o primeiro paragrafo na busca que aparecerão.

      Excluir
  13. Mandem esses falsos imigrantes MUÇULMANOS diretamente para o colo de Maomé no INFERNO, onde Alá reina!!!

    ResponderExcluir
  14. plano sionista é dividir e depois conquistar

    ResponderExcluir
  15. Vão roubando nossos espaços e espalhando mesmo as doenças q é um inferno, nem com ajuda divina resolverá; de onde eles vieram não tem políticos para defenderem e são ditatoristas que há séculos praticam GENOCÍDIOS em massas e em compaixão tem pelos povos.

    ResponderExcluir
  16. Inaceitável esses imigrantes no Brasil! Como os Europeus foram tolos! E o Brasil está no mesmo caminho, tudo por dinheiro e o povo que se dane! Não podemos aceitar, vamos à luta!

    ResponderExcluir
  17. existe um ditado muito antigo nos paises do leste europeu é um pouco vulgar que diz ; não é pq vc não no chiqueiro que vc é um porco ele voltou a moda no fim da URSS quando muitos ex-soviéticos tentaram se nacionalizar no pais onde viviam e não como russos ainda hoje em paises como Letonia Estonia e Lituania há milhares de russos com mais de 60,70 anos que não sabem o idioma oficial
    a solução foi "liberar" cidadania a 3* geração naciada no pais ou a 2 *que se casa-se com alguém que realmente é de lá mas sem direitos legais como voto e cargos na politica
    a ALE,INGL. FRAN, E e demais paises parece que vão ter que passar pelo mesmo processo para amenizar o estraga causado pela politica de boas vindas de Merkel e cia limitada

    ResponderExcluir
  18. Confesso que é surpreendente o comportamento do povo alemão que sempre foram tão austeros e muito disciplinados aceitarem esses povos. No meu pequeno entendimento, a Alemanha será descaracterizada em pouco tempo, a não ser que eles tomem providências urgentes. Acordem! O mau se corta pela raíz!
    Eles são recebidos em outro país, chegam e querem ditar suas regras, impor suas vontades, seus direitos e o povo tem que aceitar e fazer o que eles querem, porque as orientações dos seus lideres religiosos assim o fazem. São presunçosos, arrogantes, ditadores! Tem de baixar a guarda dessa gente e colocá-los no lugar deles, do contrário, os devolvam pro mesmo lugar de onde não deveriam ter saído!

    ResponderExcluir
  19. vejam o que aconteceu no libano, um pais católico que recebeu de bom grado migrantes islamicos de paises vizinhos. demorou menos de 50 anos para islamizarem o libano e provocar uma onda de imigração de libaneses não muçulmanos pelo mundo.

    ResponderExcluir