terça-feira, 19 de setembro de 2017

Eu não esqueci!

Agora sim é "arte"!

Esta barbárie perpetrada contra crianças de seis e sete anos pelos desviados sexualmente da "exposição" em Porto Alegre significou para mim um ponto sem retorno.

Confirmei o auge da covardia: as crianças eram levadas para uma sala anexa onde, de olhos vendados, eram levadas a tocar os órgãos sexuais de outras crianças, com o propósito de "desmitificar" a diferença de gêneros.

Comecei a deletar antigas amizades. Na vida a pessoa tem que ter um lado. É o cúmulo da escrotidão escolher o lado da degradação, o lado das trevas.

A cumplicidade da CNBB não poderá ser esquecida. A omissão de internautas não poderá ser esquecida.

O safado ( para não usar outra expressão) do curador, fez com o sórdido propósito de erotizar as crianças, não tem inocente nessa história, a não ser as crianças.


Luiz Sergio, nome que dei a meu filho, Espírito cuidador de crianças e adolescentes avisou que foi um conluio com entidades do mal. Ponto sem retorno! Saiam de suas ridículas zonas de conforto e usem as redes, usem a lei, usem qualquer coisa que não seja postar fotos de aniversári

Carlos Vereza

Um comentário: