sábado, 16 de setembro de 2017

Soldado de chumbo da EPCAr

Já leram sobre o baú dos piratas? Um baú repleto de riquezas acumuladas em suas empreitadas pelos mares, que eram enterrado numa ilha deserta e registrado num mapa? Nunca o vimos, só nos contos e filmes de nossa infância.


Existe um baú, um baú de histórias, um baú valioso. Não em riquezas materiais, mas autorais. Em todas as Turmas que passaram pela EPCAr há quem acrescente mais ao baú do tempo, um baú de lembranças, lembranças que nunca se apagam.

Assim é nosso "Baú do tempo", quanto mais se mexe, um achado aparece.



Esquadrilha sentido!
Esquadrilha descansar!

E o soldado de chumbo, pré Cadete como o chamam. Pensava.....
Os pensamentos retidos, num capacete branco.

Nos céus um ballet:
A Esquadrilha da Fumaça dançava, bailava, brincava.
Se escondia nas estrelas, inesperadamente voltava.
Em formação diamante, em formação de fumaça;
E voava dentro do pensamento do soldado de chumbo.
(Que de chumbo só presença)

Esquadrilha sentido!
Esquadrilha descansar!
E a rígida esquadrilha desmorona-se e agiganta-se.
Quando o tempo soprar o soldado de chumbo, leve como uma pluma, gritará:!!!?!

E a interrogação?
Resposta que um dia terá:
No esconde-esconde das estrelas
pedaços do firmamento
querem ao homem falar

E será que o (aviador)
Terá forças para ouvir?
E para os outros contar?
Os pensamentos retidos,
retidos num capacete branco...

Força Aérea que a EPCAr prepara,
Em aves metálicas,
Singrará mais que os céus:
Os corações dos brasileiros.
E cintilará.

Esquadrilha sentido!
Cobrir!
Alinhar.

Aluno 66/341 - Valenzuela





Nenhum comentário:

Postar um comentário