segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A "verdade" mostrada por um só lado.


Há uns dois meses um jornalista amigo, desejando abrir uma discussão para uma matéria jornalística ouvindo ambos os lados, me ligou e pediu para que na nossa visão apresentássemos uma justificativa para o aumento de 30% dos autos de resistência no Rio de Janeiro.

Levamos apenas dez minutos para explicar como chegamos a esses números. A forma de leitura errônea dos dados feita por ONGs, comissões de direitos humanos, pela mídia e opinião pública, faz com que pensem que “a polícia mata muito”. Após a explanação ele concordou que MATAMOS MUITO POUCO em relação ao cenário de violência e criminalidade que impera em nosso País!

Lamentavelmente a editora chefe a qual ele é subordinado vetou a nossa defesa e mais uma vez colaborou com o monopólio da verdade, onde um só lado tem a fala!

De qualquer forma faremos um vídeo falando sobre o tema, tentando mostrar a realidade para a população!

#AcordaBrasil!
#ValorizeQuemTeProtege


Major PMERJ Elitusalem Freitas


É certo que existem jornalistas compromissados com a verdade, sabem que a verdade não é o que a mídia expõe nem os pseudos "especialistas em segurança pública" que nunca vivenciaram a realidade dos embates armados com traficantes.


Infelizmente as entrevistas e matérias verdadeiras, com relados e dados reais, passam pelo crivo de uma corja à serviço da desmoralização policial e satisfazendo as ideias esquerdistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário