segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Homenagem aos 72 anos da Brigada de Infantaria Paraquedista

Primeiro paraquedista militar do Brasil



Brasileiro cursou a Escola de Paraquedistas dos Estados Unidos em 1944 e no mesmo ano saltou na Normandia, região da França, no famoso Dia D.


O General Roberto de Pessôa, que entra para o RankBrasil, foi o primeiro paraquedista militar do país. O brasileiro cursou a Escola de Paraquedistas dos Estados Unidos em 1944 e no mesmo ano saltou na Normandia, região da França, no famoso Dia D.
Nascido em João Pessoa, na Paraíba, em 25 de fevereiro de 1910, o general começou sua trajetória no Exército aos 18 anos, ingressando na Escola Militar de Realengo, no Rio de Janeiro, em 1928. Em 1932 foi declarado Aspirante-a-Oficial da arma de Infantaria.


No ano de 1936, enquanto tenente, ele participou dos Jogos Olímpicos da Alemanha, com a missão de importar técnicas de treinamento alemão que produziam atletas de alto nível. Na ocasião, pode observar o trabalho dos paraquedistas e decidiu que queria aprender a saltar.


Roberto de Pessôa foi promovido a coronel em 1959, assumiu o Comando do 26º Batalhão de Infantaria – Batalhão Santos Dumont – no Rio de Janeiro. Em 1966, conquistou o cargo de General-de-Brigada, tendo passado para a reserva no posto de General-de-Divisão. http://www.rankbrasil.com.br/Midia/_Imgs/Teclas/d.gif

Paraquedista!
Guerreiro alado vai cumprir sua missão
Num salto audaz
Vai conquistar do inimigo a posição

Legado

Ainda em 1966, encerrou sua carreira militar, falecendo em 17 de setembro de 2010, aos 100 anos de idade. Apesar de sua morte, ele deixou um legado pelo qual será lembrado para sempre: inspirou a criação da mais poderosa força especial do Exército Brasileiro, a Brigada de Infantaria Paraquedista.

Pela morte de Roberto de Pessôa, o Exército emitiu uma nota lamentando a perda: “O general ficará marcado por toda a eternidade na memória da tropa de elite do nosso Exército por sua coragem, devoção e luta incessante em prol do desenvolvimento da atividade aeroterrestre militar”.


Paraquedista!
No entrechoque das nações sempre serás
O eterno herói
Que no avanço da luta ninguém deterá
Urra ! Urra !

Dia D

Em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, o recordista pediu autorização ao governo brasileiro para treinar com os paraquedistas americanos. O curso na base de Fort Benning, nos EUA, rendeu ao militar a participação em atividades junto à 101ª Divisão Aerotransportada, saltando na Normandia, no Dia D: o início da invasão das forças aliadas na França, região ocupada pelos alemães durante a batalha.



Para comemorar, nada melhor que relembrar. Aliás, lembrar que há sempre uma história recheada de patriotismo em cada comemoração de nossas Forças Armadas.


Avião! Preparar!
Levantar! Enganchar!
Verificar equipamento! Contar!
Quatro pronto! Três pronto! Dois pronto! Um pronto!
À porta! Já!!


Neste sábado, 25 de novembro, na Vila Militar no Rio de Janeiro, foram comemorados os 72 anos da Infantaria Paraquedista do Brasil. Houve maciça presença de público, não sobrando espaço sequer para estacionar uma motocicleta. Os Veteranos voltaram a Casa que tanto amam, desfilando com amor e, não esquecendo que uma Intervenção é vontade hoje para que se restaure a verdadeira Democracia.





Um comentário: