terça-feira, 28 de novembro de 2017

Louvemos os 20%!


Assessorado sempre pelos “direito dos manos”, a GLOBO segue satisfazendo os interesses da esquerda em acabar com a PM, sempre a culpando pelos mortos nos confrontos diários com meliantes armados com armas de guerra.
Na reportagem tendenciosa, aponta suspeita sobre policiais militares atuantes que, neste clima de guerra, não morreram, mataram os opositores que atentaram contra suas vidas e atentam contra a vida da Sociedade Fluminense todos os dias.


Ouçamos sempre o outro lado, faz parte da Democracia. Com maestria e conhecimento de causa, Major Ivan Blaz apresenta a estatística real para que seja confrontada com a idiotice que a GLOBO tenta jogar nas mentes menos pensantes. Em mais de 4.400 confrontos armados é de se esperar que haja um saldo significante de mortos e feridos entre bandidos, policiais e civis. Como resultado, mais de 6.000 armas foram retiradas dos meliantes, um arsenal considerável, isso com o custo de 123 vidas de policiais, por enquanto.

Acusa policiais de não preservarem o local, mas, quem em plena consciência faria a guarda de local num cenário de guerra? Só louco! Não podemos esquecer que a GLOBO é também acusada e investigada em diversos ilícitos e destes, se “julga” inocente.
A Sociedade já sente os efeitos deste procedimento de grande parte da mídia em defender vagabundos, são alvos diários deles que já se julgam donos da Cidade.







Bem que as ONGs e Comissões de Direitos Humanos, principalmente a da ALERJ, presidida pelo dePUTAdo Marcelo Freixo, poderiam dar uma atenção também especial aos diversos atentados contra humanos que ocorrem dentro das comunidades dominadas pelo tráfico, não? Lá se mata, torturam, incineram e esquartejam sem que ninguém tome conhecimento do que acontece. É só contrariar um capricho dos criminosos para ter este fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário