quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

O OUTRO LADO, CADA VEZ MAIS LADO "A", DO RIO.



“Ir neste final de semana à praia de Ipanema foi uma das piores e mais assustadoras experiências da minha vida - E olha que fomos depois das 18hs. 
A praia estava tomada por marginais, de todos os lados, de todas as idades mas com o mesmo olhar de escarnio e raiva. Muitos riam enquanto roubavam e assustavam as famílias. Eu com a minha, inclusive com amigos, sogro e sogra também éramos reféns daquele bando de filhos da puta. E não venham me dizer que eles não tiveram oportunidade e bla, bla, bla. Maldade é maldade.... Mas a culpa maior, de fato, não é deles. E a história ainda não tinha acabado. 
Claro que, como covardes que são esses merdas, a vítima do grupo foi a minha sogra. E isso tudo apenas alguns segundos depois da gente chegar na beira da água. Motivo suficiente para juntar todo mundo e ir embora daquele inferno, pois a coisa só ia piorar se pensássemos em parar ali na areia. Alias, nem areia dava pra ver pois só tinha lixo espalhado por toda parte. Mas ainda não tinha acabado.
Ao subir em direção à rua passamos por uma barraca azul da PM e dois soldados descansavam na sombra a menos de 30 metros dos crimes. Ainda nervosa e assustada com tudo uma das mulheres do grupo contou o assalto e sugeriu que eles fossem aonde estava a confusão ao invés de ficar ali. Então o PM, outro filho da puta, mandou a senhora ‘vazar’ e disse ‘senhora, faz o seu que eu faço o meu’... lógico que isso já virou uma outra confusão pois algumas pessoas passaram a xingar esse escroto, mas outro PM veio pedir desculpas, o babaca sim vazou, e ficou assim... ou seja estamos na merda!
E todo mundo sabe que isso está acontecendo, e vai acontecer no próximo fim de semana e no outro... E o secretário de segurança está fazendo o que? Esperando mais quantas vítimas, esperando o nome da cidade ser ainda mais humilhado?
Voltamos dos nossos 5 minutos de praia assustados, roubados, com as crianças chorando... Eu ainda tive que ouvir que o ‘errado era EU de ir com a minha família na praia em pleno verão’. Realmente eu devo estar maluco.
Estamos na merda, mas as fotos do por do sol com morro Dois Irmãos de fundo não contam isso. 
Antes de sair ainda conseguimos salvar um grupo de turistas também malucos que também queriam ir na praia no RIO DE JANEIRO. Que idiotas esses turistas, eles ainda tinham máquinas fotográficas para registrar as belezas, e andavam com dinheiro para dinheiro se divertir na Cidade Maravilhosa.... Otários.
Nós e que somos os espertos e fazemos vista grossa.
Triste o Rio de Janeiro ser largado assim. Triste.” 


(Fabio Kbrall Medeiros)



Nenhum comentário:

Postar um comentário