terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

O "narco-estado".


A questão vai muito além da venda de entorpecentes. Esse comércio ilegal é apenas um braço de uma estrutura criminosa organizada maior do que a maioria imagina. Não são só traficantes, mas paramilitares de um exército a serviço de poderosos. Vide as ligações de Fernandinho Beira Mar com políticos de esquerda e deles com as FARCs.


O tráfico de drogas e de armas financia campanhas políticas e a política protege o esquema de represálias ou tentativas de retomada de terreno. É justamente nessa simbiose (narcotráfico e domínio territorial pela força e pelo “assistencialismo”) que a esquerda encontrou nessa atividade uma forma de expandir-se e perpetuar-se.


Efráin e Franqui, apelidados pela imprensa venezuelana de “narcosobrinos”, foram detidos pela Agência de Combate a Drogas dos Estados Unidos (DEA, na sigla em inglês) em novembro de 2015, na capital haitiana, Porto Príncipe, quando — de acordo com o veredicto do julgamento realizado no ano passado — tentavam enviar 800 quilos de cocaína a um cartel mexicano que posteriormente levaria a droga aos EUA.

Hoje a Venezuela é um estratégico território para envio de drogas aos Estados Unidos e Europa. Diversos membros do alto escalão do governo de Maduro estão envolvidos, alguns foram presos em território americano.
O Porto de Mariel construído com dinheiro dos brasileiros é uma rota estratégica para a distribuição mundial de armas e drogas, isso explica a promíscua relação entre o PT, Cuba, as FARCs, Venezuela e líderes do narco-terrorismo brasileiro.

O venezuelano Edgar Maestre encontra-se preso nos Estados Unidos desde 2013 acusado por tráfico de drogas. Durante audiência realizada nessa quinta-feira na justiça de Nova York, ele declarou-se culpado pelo crime de tráfico. De acordo com informações obtidas pelas investigações do governo dos Estados Unidos, o traficante Edgar Maestro é membro do serviço de inteligência do regime de ditadura narco-comunista de Nicolás Maduro.

Se por um alado o comunismo está sendo implantado de maneira sorrateira e cultural no Brasil, por outro a esquerda conta com os guerrilheiros do narco-tráfico para impor o medo e o terror numa população brasileira desarmada e coagida. 

Um comentário:

  1. Isso qualquer um que tenha um pouquinho de percepção sabe. Não vai levar muito tempo irão aparecer as religiões. É lamentável.

    ResponderExcluir