sexta-feira, 2 de março de 2018

INTERVENCIONISTA ou esquerdista infiltrado?



"O INTERVENCIONISTA que "nega" a intervenção do século XXI e clama pela intervenção de 54 anos atrás, só demonstra que ainda NÃO APRENDEU as coisas. Lembre-se que a GRADUALIDADE colocou a esquerda criminosa no AUGE do poder em 2011, mas se iniciou após a saída dos militares do poder em 1985. Lógico que não temos todo esse tempo, mas se DEUS quiser, se a natureza permitir, vamos ver esse país entrar nos eixos em breve, aos poucos...

Deus seja louvado, nós vamos VENCER."
(Marcelo Rossi)

Nas eleições de 2014, num universo de 144 milhões de eleitores, 44,6 milhões praticaram o BAN. Dilma teve 55,7 e Aécio 43,7 milhões de votos, sendo destes, um percentual grande da Direita que queria pelo menos uma mudança. Portanto, o BAN (brancos, abstenções e nulos), praticado por "intervencionistas" é um forte aliado dos "Globalistas", é um "trunfo" a ser usado na continuidade do atual cenário.

Convivi por quase 10 anos com Grupos e Intervencionistas, garanto nunca ter visto, ouvido ou vivenciado o que vejo, ouço e vivencio por parte de “intervencionistas”, o linguajar e “modus operandi” são os mesmos que vi, ouvi e vivenciei por ocasião do impeachment de Dilma, é a esquerda se manifestando como se fosse de direita.
O meu pensar é de que uma Intervenção silenciosa já acontece, tendo reflexos na política e nas urnas. Seu auge será no resultado das eleições 2018, com a eleição dos vários militares e civis idôneos que já vislumbramos. De janeiro para cá, principalmente em alguns grupos “intervencionistas” dois ou três têm se manifestado contra o voto, privilegiando uma intervenção como em 64 em detrimento de uma INTERVENÇÃO no século XXI.

General Mourão diz, militar no poder só se eleito!

Eles contestam a postagem começando com “não queremos eleição, queremos intervenção”! Continuando com xingamentos e ofensas, como “comunista”, “dupla personalidade”, canalha” e muitos outros. Não satisfeitos, começam a instigar o grupo contra quem pensa diferente e como não angariam adeptos, passam a desfigurar meu nome na escrita com intenção de menosprezar, tipo “Gilete Chucro” a após, como o grupo não se posta como eles, seguem as ameaças: “o que é teu tá guardado, aguarde”. Ora, tenho um histórico como Intervencionista e tudo registrado em minhas página e blog, mas, ao ir nas páginas destas pessoas, nada vejo sobre serem intervencionista, somente adentraram recentemente em grupos intervencionistas para incentivar o BAN (Votos em Branco, Abstenções e Nulos).

General Mourão diz: " O Exercito vai garantir sua missão Constitucional!"

Seguindo o raciocínio de nosso universo de eleitores (144 milhões) e os que decidiram a eleição de 2014, vemos que isso é interessante para a esquerda, pois, ela comparece em massa e decidem a eleição, mesmo sendo entre dois candidatos esquerdistas como na ultima para Presidente. Depois saem aos gritos de “urnas fraudáveis” para justificar a venda da vitória do PSDB para o PT, o que na verdade ocorreu.

General Heleno presta seu apoio a Bolsonaro!


Nenhum comentário:

Postar um comentário