quarta-feira, 2 de maio de 2018

Indústria das Ocupações



1) Dono de prédio que não consegue mais alugar suas unidades tem prejuízo    para manter seu imóvel desocupado.

2) Ele convida uma ONG de sem-tetos para invadirem seu prédio.

3) Sem-tetos invadem prédio vazio e entram com pedido de usucapião.

4)Prefeitura declara prédio "de interesse social" e o desapropria  mediante pagamento de indenização para o proprietário.

5) Proprietário entra na Justiça para revisar o valor da indenização e ganhar    mais.

6) Sem-tetos vão ficando e transformam o prédio invadido em mafuá. 


7) Corpo de Bombeiros vistoria o imóvel e decreta que ele não tem condições  de moradia e que pode sofrer incêndio a qualquer momento. Desocupação é  recomendada.

8) ONG de sem-tetos levanta liminar na Justiça para deixar moradores no  prédio condenado.

9) Quando não pega fogo ou desaba, prédio é finalmente "comprado" pela  Prefeitura, que o doa à ONG invasora por convite.

10) Indenização é paga ao antigo proprietário, que racha a bufunfa com a ONG.

Parabéns! Você acaba de aprender como funciona a indústria das ocupações, que somente na região central de São Paulo já possui cerca de 150 prédios.

Victor Grinbaum, escritor e jornalista

Um comentário:

  1. Acho que prefeituras não compram prédios invadidos e deteriorados não hein. Mas...

    ResponderExcluir