terça-feira, 7 de agosto de 2018

Bolsonaro na GLOBO News


Sobre a sabatina com a equipe trapalhona da GNews contra Messias Bolsonaro, vimos que Roberto D'Ávila aprendeu que a cor vermelha da poltrona do Bolsonaro, não pertence ao PT, talvez ao Exército Brasileiro, porque esse também ostenta o vermelho junto do azul, e isso há muito mais tempo que a quadrilha vermelha.

Roberto D'Ávila

O vermelho está nas cores do Exercito Brasileiro muito antes de ser usado pelo PT.

Brasão de Armas – representação heráldica máxima da Instituição Militar – este foi decretado com a seguinte descrição: escudo português vermelho e azul, contendo em brocante um grifo de ouro, animado, com a língua de fora e armado de preto, segurando nas garras uma estrela de oito pontas de prata. O grifo, por sua vez, simboliza a guarda e a vigilância na defesa da Pátria e da lei; já a estrela, a necessidade da ação contemplar todos os pontos cardeias em busca da União. O elmo de prata representa a figura do militar, forrado de púrpura e a três quartos para a direita com uma correia azul. Paquife e virol de azul e vermelho, respectivamente. E, por fim, um listel verde, ondulado, posto abaixo do escudo e em letras douradas escrito: segurança e integração.

Gerson Camarotti aprendeu que trabalhar via contrato de prestação de serviço ao Grupo Globo como PJ, corresponde à sonegar IR e se usar o auxílio moradia para "doar a rosca" não é imoral, usá-lo para "comer gente" também não é!

Gerson Camarotti

Miriam Leitão entendeu de uma vez por todas que quando Messias fala que não entende de economia, está sendo modesto, porque comparar o conhecimento dele, Bolsonaro, com o de Paulo Guedes, por exemplo, é o mesmo que comparar a habilidade dele dirigir, com a do Nelson Piquet!

Miriam Leitão

Mário Sérgio Conti, mesmo não conseguindo nem falar, aprendeu que Bolsonaro não quer impedir a China de comprar commodities no Brasil, quer apenas impedir a China de comprar o Brasil, ou seja, algo muito diferente de livre mercado, seu velho comunistão imbecil (desculpe o pleonasmo).

Mário Sérgio Conti

Fernando Gabeira entendeu que Bolsonaro não quer acabar com os Quilombolas e os Índios, quer apenas impedir que a FUNAI, mantenha os índios vivendo como selvagens no meio do mato, para manter as negociações das nossas riquezas minerais com quem ela queira, sem fiscalização do governo, e que quilombolas e índios querem ser inseridos na sociedade, querem ter acesso à telefonia, energia elétrica, educação, saúde e tudo mais que nós também queremos.

Fernando Gabeira 

Andréia Sadi descobriu que Presidente da República não pode interferir na relação empregado X empregador privado, por isso existe diferenças salariais entre homens e mulheres e não por culpa do Bolsonaro, até porque se fosse algo da responsabilidade do Presidente, por que Lula e Dilma não resolveram esse problema? Aprendeu também que modelos e repórteres mulheres não reclamam por recebem mais que os homens na mesma função ou cargo, e que no funcionalismo público, onde o Presidente pode intervir, não há diferenças salariais entre homens e mulheres.

Andréia Sadi

Cristiana Lobo aprendeu que Bolsa Família não é salario para ficar em casa. Bolsa Família precisa de fiscalização e regulamentação, para quem realmente necessita, possa ter acesso.

Cristiana Lobo

Merval Pereira descobriu que é gay, e Bolsonaro quase celebrou o matrimonio dele com o Gerson Camarotti. Se esqueci de alguém, me lembrem, por favor!

Merval Pereira 



Desconheço o nome do autor do texto, mas descobrindo terei imenso prazer em acrescentar.

Um comentário:

  1. O futuro presidente do Brasil diexou desconcertados uma renca de hipoocrita dentro e fora dos estúdios da Globo.

    ResponderExcluir