sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Até onde irão? Cemitério!


Lembro-me muito bem dos anos 80, assaltos a bancos e carros fortes. Porque? Capitalização para investir em campanhas esquerdistas, foi assim que conseguiram dinheiro para começar a galgar posições no governo. Depois, com os primeiros eleitos, os assaltos foram diminuindo na medida em que galgavam postos, já tinham fonte de renda para investir em suas jornada criminosa contra o Brasil.

Hoje, com a perda de confiança do eleitorado e com a crescente ascensão de Jair Messias Bolsonaro e dos candidatos que o acompanham, eles voltam à investida. Está difícil repatriar o dinheiro que guardaram lá fora, a polícia está de olho!

A cada dia mais armas poderosas de guerra, com capacidade de romper qualquer blindagem, estãs sendo apreendidas pela polícia e, se há apreensões, significa que uma quantidade maior está em poder de quem pode nos ameaçar.

Seis homens morrem em tentativa de assalto a avião que transportava valores em Salgueiro.


O grupo estava com armamento de grosso calibre e abordou a aeronave durante a aterrissagem. Eles renderam os vigilantes dos carros-fortes que transportaria o dinheiro.

A cada dia mais frequente, essas armas estão presentes em nosso cenário e junto com elas estratégias que ultrapassam os interesses do tráfico de drogas (também financiador da política suja) e se mostram uma real ameaça a estabilidade política nestas eleições que se aproximam.

les sabem que vão perder estas eleições, o futuro aponta um Presidente compromissado com a Nação e seu povo e junto com ele uma renovação no Congresso. Isso lhes causa pânico!

O poderio bélico e destrutivo é enorme, sem nenhuma consideração pela vida vão captando recursos sem se importar com as consequências. Afinal, "os fins justificam os meios"!




Há décadas tentam a todo custo desacreditar Jair Bolsonaro, mas, o máximo que conseguem é impulsionar ainda mais sua candidatura. Agem assim, com edições de vídeos que não mostram a verdade completa.
Não medem consequências, agem em público, pouco se importam com a verdade que isso possa deixar transparecer como está aparecendo. Os mandantes!

Tentaram matá-lo em público, não conseguiram! O próximo passo, que já foi pago com 600 milhões de reais em "cash", trata-se de uma campanha intensa, mentirosa, covarde e que não permitirá tempo de ser desmentida. Acontecerá logo depois do encerramento do horário eleitoral gratuito. Lógico também que não desistiram de sue intento de matar, toda família de Bolsonaro está sob risco real de ameaças. Assim como fazem seus aliados traficantes nas "cumunidades", eles tentam ganhar com o terror.
Jovem punida numa "cumunidade" por expressar sua opção política.


Um esplendido e moderno arsenal de guerra já está de posse deles para utilização imediata quando requisitado.

Com seus objetivos falhando, destilam sua ultima e derradeira tacada! Um ataque direto à sociedade! Como já fizeram antes, um cadáver útil para lhes servir. 
Diálogo entre membros de grupo "black bloc" cooptando voluntários para suas ações.
O conteúdo já está de posse da inteligencia policial que saberá muito bem responder à altura se realmente efetivarem suas ameaças.

Esta será uma eleição diferenciada, o General Mourão não se lançaria nesta empreitada não fosse, dentro de seu vasto conhecimento, a confiança que nossas Forças Armadas, com seus dois maiores e melhores Institutos Tecnológicos (IME e ITA) inspiram.
Tanto é assim que José Dirceu vem se pronunciando, como já derrotado nas urnas, em tomar poder pela força! Outra vez? Pelo menos que agora não se desperdice esta oportunidade de eliminar de vez toda esta estrutura que constantemente vem ameaçando o Brasil e toda a sociedade.
Ousadia sem limites? Desespero? Até onde estarão dispostos a irem? Cemitério! Essa é a resposta! Mas não os mentores, somente os idiotas úteis cada vez mais idiotas e menos úteis.



Nenhum comentário:

Postar um comentário