terça-feira, 16 de outubro de 2018

DESEMBARGADOR AUTORIZA AUDITORIA EXTERNA EM URNAS ELETRÔNICAS DE 4 SEÇÕES


Em decisão inédita, o TRE/Paraná determinou que seja realizada uma auditoria externa em urnas utilizadas em 4 seções durante o 1º turno das eleições.
A verificação ocorrerá na sede do próprio tribunal, em Curitiba, na próxima sexta-feira (19).
O desembargador Gilberto Ferreira, que é corregedor regional eleitoral, acatou o pedido feito por uma comissão do PSL.

“Há relatos de que as urnas concluíram o procedimento de votação sem que o eleitor pudesse confirmar o voto para presidente” informou o G1.
Urnas das seções 654 e 664 (1ª Zona Eleitoral de Curitiba) , da seção 292 e seção 311 passarão pelas auditorias.
No despacho, o desembargador destaca que os procedimentos serão realizados para garantir a lisura do processo de votação eletrônica:
” … mais que o desejo da requerente, o TRE tem o dever de processar e apurar todas as denúncias de irregularidades que possam macular o processo eleitoral, não só para punir eventuais infratores, como para corrigir e aprimorar o sistema para os próximos pleitos eleitorais”, diz o documento.
Oito técnicos participarão do processo de verificação: 3 técnicos indicados pelo TSE, 3 indicados TRE/PR, um técnico indicado pela PF e um último indicado pelos partidos dos candidatos presidenciáveis. (PSL e PT).

3 comentários:

  1. É fato comprovado que as urnas sao fraudadas. A preocupação fica por conta do tempo hábil para acabar com as irregularidades para o segundo turno.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Aconteçeu comigo aqui minas, digitei 17 apareçeu o capitão, ficou carregando e deu fim...😠😠😠😠😠
    A mesaria e o fiscal disse q tinha computado....

    ResponderExcluir
  3. Sem auditoria das urnas o resultado fica ao critério do próprio TSE que arquitetou a fraude, isto representa um golpe contra a democracia.

    ResponderExcluir