terça-feira, 23 de outubro de 2018

Seriam tão ousados?


O que se comenta é que um falso ataque contra Haddad e Manuela será efetivado. O falso ataque, com apoio da mídia, terá ampla cobertura midiática, buscando conquistar comoção social. Manuela será mais explorada nesta empreitada, expondo a fragilidade da mulher e os hematomas fabricados em seu rosto.

O agressor, será branco, olhos azuis e, claro, com camisa do Bolsonaro. Tudo acontecendo dois ou três dias antes das eleições para que não haja tempo de defesa. O caso será colocado em segredo de justiça com a justificativa de não interferir nas eleições.

Eles, Haddad e Manuela, se deixarão serem agredidos de verdade até causar Muitos hematomas, sendo os hematomas verdadeiros para garantir a veracidade da mentira montada.

O "agressor" vai alegar que agiu a mando do Capitão, recebeu paga e ameaça de morte como queima de arquivo. Lembrando que o PT já usou estas artimanhas antes, de fantasiar seus eleitores como eleitores de Bolsonaro para cometer crimes em diversas modalidades.

PTistas travestidos de eleitores de Bolsonaro distribuindo capim aos nordestinos.

Enquanto o tempo corre sem que a farsa seja desmentida, uma manifestação tipo "ele não" acontece no sábado (27), tendo o mesmo numero de participantes ou menos que a anterior, mas, a mídia divulgará como aq maior da história.

Toda essa historinha, segundo a fonte ouvida no gabinete de um deputado do PT, poderia ser mera ficção se a quadrilha não divulgasse um vídeo, que pode ser o inicio desta armação.


Por precaução, sabendo deste possível acontecimento, não Mudemos nosso voto! Embora não mostrado pela mídia nacional, as manifestações por todo o Brasil ocorridas neste domingo (21), certamente assustaram por sua grandiosidade. 


Eles só precisam de um "fato" novo, mesmo que fraudulento, para aproximar Haddad de Bolsonaro nas pesquisas compradas com esta finalidade, para assim, fraudar um minimo necessário das urnas e garantir a continuidade no poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário