terça-feira, 27 de novembro de 2018

Cerquinha mixuruca?


Parece mágica. Você joga um punhadinho de nióbio, apenas 100 gramas no meio de uma tonelada de aço e a liga se torna muito mais forte e maleável. Carros, pontes, turbinas de avião, aparelhos de ressonância magnética, mísseis, marcapassos, usinas nucleares, sensores de sondas espaciais..... Praticamente tudo o que é eletrônico fica melhor com um pouco de nióbio.


Essa cerquinha mixuruca é feita de nióbio.


Os foguetes da empresa americana SpaceX, os mais avançados do mundo, levam nióbio. O LHC, maior acelerador de partículas do planeta e o S-Wave, primeiro computador quântico também.
Todo mundo quer nióbio e quase todas as reservas mundiais desse metal, 98,2% estão no Brasil. Nós temos o equivalente a 842 milhões de toneladas de nióbio que valem inacreditáveis US$ 22 trilhões, o dobro do PIB da China ou duas vezes todo o petróleo do pré-sal. Por esta razão muita gente diz que o nióbio pode ser a salvação do Brasil, a chave para o país se desenvolver e virar uma potencia mundial.

2 comentários:

  1. E o presidente eleito Jair Bolsonaro conhece bem o potencial do Nióbio, e vai explorar este mineral com muita consciência meu amigo Ricardo Villette.

    ResponderExcluir
  2. O nióbio é nosso! é do Brasil! Uma "farpelinha" escapou para o Canadá. Com apenas 2% da produção mundial os canadenses, que são honestos, transformam essa farpelinha em enormes benefícios para o povo. O Brasil, com 98% das reservas mundiais mantém seu povo na "M" em todos os segmentos sociais. Com exceção para os ricos, é claro!
    Esta roubalheira, crime de lesa à pátria, vai acabar no governo de Jair Bolsonaro.

    ResponderExcluir