quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Lei do Abate também na GLOBO!


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou em entrevista ao programa Estúdio I, da GloboNews, ter solicitado levantamento de quantos “snipers” – atiradores de elite – existem em unidades especiais das polícias Militar e Civil.


Eis que surge Maria Beltrão, a jornalista que fala pelos cotovelos e faz a seguinte colocação para Witzel:
“Vamos imaginar o seguinte cenário … um cidadão está com um fuzil, de costas … e existe a possibilidade de um sniper executá-lo sem que ele (o bandido) esteja representando nenhuma ameaça”
A excludente de criminalidade está entendida no artigo 25 do Código Penal Brasileiro e, embora interessados na vida de marginais, traficantes e assassinos teimem em dizer que quem porta uma arma de guerra não representa perigo iminente, a clara interpretação do texto excludente é precisa.

Snipers não são assassinos, são homens treinados para neutralizar/eliminar o perigo.

Legítima defesa
Art. 25 - Entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.   

Mas ai entram em cena políticos e mídia também narcotraficantes contestando o que não são formados para debater: Ainh! Mas o texto diz  "moderadamente". Ora, repelir uma injusta agressão atual ou iminente de quem está portando uma arma de guerra não é lhe dar voz de prisão, é eliminá-lo! Se assim não o fizer, ele o eliminará.



Eles estão por ai, em todo o Estado do Rio de Janeiro. Consideram as comunidades seu território, bem como se acham livres para disseminar o terror onde quer que queiram.

Ninguém melhor para interpretar a Lei do que um magistrado! e assim o Juiz Wilson Witzel, Governador eleito para o Rio de Janeiro a está interpretando com apoio de juristas sérios e também da Sociedade que não aguenta mais tantas mortes provocadas por assassinos atirando a torto e a direita sem se importar em quem vai atingir seu disparo fatal. Não é só a polícia, tão criticada que está sendo atingida mortalmente, também são nossos filhos, nossos pais, nossos amigos e vizinhos.

A inversão de valores da GLOBO e seus repórteres amestrados.

As tristes declarações de uma emissora de televisão mostram o tamanho deste envolvimento com o narcotráfico, tratam o marginal como "cidadão armado" de fuzil, enquanto que o único cidadão armado de fuzil que eu vejo são nossos policiais sendo abatidos sem apoio.

Silvia Ramos, "cientista política" da GLOBO.

A GLOBO chega a atenuar o uso de fuzil por traficantes por considerar uma ação legítima que eles encontraram para sua subsistência como o comércio e aluguel de armas e, pasmem! Como uma necessidade para enfrentar a Polícia também usando fuzil.

As atitudes da GLOBO que se insurge contra a democracia, que se insurge contra candidatos eleitos pela maioria da sociedade, que se insurge contra a vontade de mudanças de um povo sofrido de margar inúmeras perdas ao longo dos anos, a tornam um inimigo tão perigoso quanto os traficantes que defende.

Infelizmente a GLOBO os vê assim.

A GLOBO de Roberto Marinho dizia: "Vocês cuidam dos seus comunistas, que dos meus comunistas cuido eu". A GLOBO dos filhos diz: "Dos traficantes, dos assassinos, dos marginais, dos ladrões e demais delinquentes, cuidamos nós!"


Mas até a GLOBO já está sendo vítima dos "cidadãos armados de fuzil", que atingiram o helicóptero da emissora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário