segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Nosso filme é maior que Bolsonaro!

Filme sobre Marighella custou mais do que campanha de Bolsonaro à presidência.

O filme sobre o terrorista Carlos Marighella, dirigido por Wagner Moura, custou mais do que a campanha de Jair Bolsonaro à presidência da República. Com um adendo: somente o primeiro foi 100% financiado pelo dinheiro dos pagadores de impostos.
De acordo com a Ancine, o filme “Marighella” custou R$ 3,55 milhões de reais em renúncias fiscais via Lei do Audiovisual, uma lei similar à Lei Rouanet a qual permitiu que os impostos cobrados dos consumidores de produtos e serviços fossem destinados ao filme.
Outros R$ 2,5 milhões serão destinados à obra pelo Fundo Setorial de Cinema (FSA), cuja principal fonte de recursos do FSA é a Condecine (Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional), inserida nos custos pagos por milhões de brasileiros que utilizam serviços telefônicos e televisão por assinatura.
Mariguella um filme mentiroso!

No total, o filme sobre o comunista Carlos Marighella, autor do livro Minimanual do Guerrilheiro Urbano e fundador do grupo terrorista Ação Libertadora Nacional, receberá R$ 6,05 milhões dos pagadores de impostos brasileiros.
A soma é superior aos gastos de Jair Bolsonaro em sua campanha à presidência da República. De acordo com o TSE, a campanha do capitão teve receitas de R$ 4,39 milhões, sendo R$ 3,7 milhões de doações voluntárias feitas pela Internet e R$ 615 mil do fundo partidário de PSL e PRTB. Entretanto, a campanha teve sobra financeira de R$ 1,56 milhão, custando, na prática, somente R$ 2,83 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário