sexta-feira, 1 de março de 2019

Porque nunca acusam os traficantes?

Família acusa policiais à paisana por morte de menina de 11 anos.


Parentes e vizinhos de uma menina de 11 anos, morta com um tiro ontem em frente ao bar da mãe, em Triagem, acusam policiais à paisana pelo disparo.

Testemunhas contaram que os agentes chegaram ao local pela linha do trem em busca de traficantes e atiraram em direção a um suspeito. A menina estava atrás do homem e foi atingida. A Polícia Militar informou que uma equipe do 3º BPM (Méier) foi acionada para conter uma tentativa de roubo de carga na Rua Bérgamo, que dá acesso ao terreno. Ainda de acordo com a corporação, nenhum policial atirou — quando a patrulha chegou, teria encontrado moradores carregando uma criança ferida.

Os policiais militares também encontraram um homem baleado, que estaria com uma pistola e drogas. Ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Engenho Novo.
A mãe de Jenifer, Kátia Cilene Gomes, de 47 anos, cozinhava dentro do bar na hora em que a menina levou o tiro. Ela disse que não viu o momento em que a filha foi baleada, mas ouviu quatro disparos do lado de fora de seu bar. Quando foi ver o que havia acontecido, viu a criança pedindo socorro, já ferida.
Se estavam a paisana, como acusar levianamente que eram policiais?

Pergunta: você já viu a família de alguma vítima acusar, em matéria de jornal, traficantes pelo assassinato de alguém? Porque será que os acusados são sempre policiais?
Resposta: porque se acusarem os traficantes, os parentes das vítima serão os próximos a morrer.

Porque a mídia não explica isso? 
Resposta: Porque a mídia segue a agenda ideológica de fazer o criminoso um pobre coitado e demonizar a polícia.

Mas a quem interessa uma agenda assim? 
Resposta: a todos que vivem do "ecossistema" do crime, incluindo traficantes e seus financiadores, milicianos e seus aliados políticos, ONGs patrocinadas pelo crime e lavadoras do seu dinheiro, advogados criminalistas que ganham fortunas defendendo criminosos sádicos e políticos eleitos com o dinheiro sujo de sangue.

Mas até quando isso vai continuar? Até a sociedade decidir que não aceita mais isso e exigir leis penais que efetivamente punam quem comete crimes.

Sem progressão de regime!
Sem audiência de custódia!
Sem benefícios para criminosos hediondos!
Sem saidinhas ou sexo na prisão!
Isolamento total para líderes de facção!
Declaração nos autos do processo dos honorários recebidos pelos advogados criminalistas!
Eliminação da maioridade penal!
Fim da contaminação ideológica das leis!
E acima de tudo, ter a consciência de que, quando se trata de crime, a melhor prevenção é a punição!

A sentença do criminoso jamais pode ser mais leve que a sentença da vítima!

Roberto Motta

Um comentário:

  1. Deve ser mais um escudo humano da criminalidade protegida por politicas midiáticas e de Estado.

    ResponderExcluir