sábado, 27 de abril de 2019

O discurso de ódio e a agressividade pertence exclusivamente a esquerda!


Mais um evento vergonhoso e degradante do PSOL, através de seu vereador Brizola Neto, ocorreu na Câmara Municipal do Rio de Janeiro; a Comemoração aos 60 anos da sanguinária Revolução Cubana.     

Tudo bem que a esquerda e especialmente o PSOL tenham seus ícones assassinos, mas fazer disso um evento oficial numa Casa Legislativa, com direito a agressões a quem se aventure a questioná-los já é demais.

E foi isso que aconteceu na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, o militante de direita Gabriel Monteiro, que também é policial militar, foi selvagemente agredido pelos trogloditas que se intitulam "polícia legislativa" daquela Casa, sob ordens de um coronel PMERJ encabidado naquele órgão.


O que pouca gente sabe é que um dos fundadores do PSOL, o também italiano Achille Lollo (não sei como o partido o chama, talvez seja mais um “escritor” ou “intelectual” da turma), também matou pela causa, e matou crianças. Link: RVChudo


Como também muitos dos integrantes deste partido, PSOL, saem mundo afora apoiando ditadores e revoluções que assassinaram milhões de pessoas.

PSOL com o ditador venezuelano Nicolás Maduro

E também com grandes nomes do tráfico de drogas do Rio de Janeiro.

O PSOL, através de seus infiltrados na Segurança Pública do Rio de Janeiro, participou do governo Sergio Cabral, tendo ocupado postos importantes na Polícia Militar, inclusive no Comando Geral, mas, se intitula de combater a corrupção com um histórico tremendamente negativo.


Passando por este retrospecto do PSOL, voltamos ao ocorrido na Câmara Municipal do Rio de Janeiro onde este partido homenageava uma tal de "revolução cubana" que matou milhares e continua matando sessenta anos depois e reduziu Cuba à miséria com o enriquecimento dos líderes.

O regime de Fidel foi responsável por 5.775 execuções por fuzilamento, 1.231 assassinatos extrajudiciais, 984 mortes na prisão e 200 pessoas desaparecidas, de acordo com o relatório de novembro do Cuba Archive, projeto conduzido há dez anos pelo pesquisador Armando Lago, autor de The Black Book of Cuban Communism (O Livro Negro do Comunismo Cubano, sem tradução brasileira). O total de 8.190 mortos, que se refere apenas a casos documentados, incluindo criminosos comuns, confere à ditadura cubana uma posição mais letal que a de Augusto Pinochet, no Chile, acusada de patrocinar algo como 3 mil assassinatos. Até hoje a imprensa cubana sofre com a censura e não há nada que se pareça com um esboço de democracia no país. “Se você chama de liberdade de imprensa o direito dos inimigos de Cuba de falar e escrever contra a Revolução Cubana, eu diria que não somos a favor dessa liberdade”, disse Fidel em entrevista a seu biógrafo, Ignácio Ramonet. Link: Revista ÉPOCA


Membros do Movimento Brasil Livre da capital do Rio de Janeiro foram agredidos juntamente com Gabriel Monteiro na câmara municipal do Rio em uma comemoração dos 60 anos da revolução de comunista em Cuba promovida pelo vereador Leonel Brizola do PSOL.
O evento que comemora a sangrenta revolução cubana foi marcado para hoje (26) das 18:30 às 22:00 horas. Mas os participantes não contavam com a presença ilustre de Gabriel e outros integrantes do MBL.
Apesar do nome, Partido Socialismo e “Liberdade”, os integrantes do partido não entendem nada sobre liberdade e agridem membros do MBL por fazerem perguntas.

As agressões aos rapazes que nada fizeram além de perguntas foi registrado e até o momento postado nas redes sociais. Os supostos defensores da liberdade e combatentes do ódio usaram toda sua hipocrisia para lutar contra as opressivas perguntas de Gabriel. Link: MBL News




Dia triste para nossa Câmara Municipal do Rio. A democracia é via de mão dupla, não pode ser seletiva! Essa casa é a CASA DO POVO e esse deve ser RESPEITADO NO USO DOS SEUS DIREITOS! 



Vereador Major Elitusalem Freitas.




Um comentário:

  1. E do PT, hein? Não dizes nada?..
    Será o lado oculto da Lua?


    “Muito engana-me, que eu compro”
    Eis:
    Vive o PT© de clichês publicitários bem elaborados por marqueteiros.
    Nada espontâneo.
    Mas apenas um frio slogan (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”). Não tem nada a ver com um projeto de Nação.
    Eis aqui a superficialidade do PETISMO:

    0.“Coração Valente©”
    1.“Pátria Educadora©” [Buá; Buá; Buá].
    2.“Haddad agora é verde-amarelo ®” [rsrsrs].
    3.“A Copa das Copas®”
    4.“Fica Querida©”
    5.“Impeachment Sem Crime é Golpe©” [lol lol lol]
    6.“Foi Golpe®”
    7.“Fora Temer©”
    8.“Ocupa Tudo®”
    9.“Lula Livre®”
    10.“®eleição sem Lula é fraude” [kuá!, kuá!, kuá!].
    11.“O Brasil Feliz de Novo®”
    12.“Lula é Haddad Haddad é Lula®” [kkkk]
    13.“Ele não®”.
    14.“Controle social da mídia” (hi! hi! hi!): desejo do petismo.
    15.“LUZ PARA TODOS©” (KKKKK).
    16. (…e agora…):
    “Ninguém Solta a Mão de Ninguém ©”

    17.
    “SKOL®: a Cerveja que desce RedondO”.

    PT© é vigarista e
    é Ersatz.

    PT Vive de ótimos e CALCULADOS mitos publicitários.
    É o tal de: “me engana que eu compro”.

    Produtos disfarçados, embalagens mascaradas e rótulos mentirosos. PT!

    ResponderExcluir