quinta-feira, 6 de junho de 2019

CAOS NA SAÚDE DA PMERJ!


A saúde na Polícia Militar do Rio de Janeiro pede socorro!
Exitem bons profissionais no sistema, mais há uma corrosão profunda nas estruturas de poder que levam o policial militar a ter um péssimo atendimento. 

Nossos heróis feridos em combate com a marginalidade, inválidos de um modo geral e suas famílias estão entregues a própria sorte. A saúde dos nossos polícias militares é obrigação do governo do estado. Paralelamente a essa deficiência do setor público, nos impõe o "Fuspom" ( FUNDO DE SAÚDE DA POLÍCIA MILITAR), aquele que recentemente foi alvo de investigação que culminou com a prisão de vários de seus integrantes, que se locupletavam com os recursos que deveriam dinamizar o atendimento aos nossos políciais. Os salários estão defasados, mal da para o sustento da família. Tratamento de saúde e remédios nem pensar. 

Para piorar a situação fecharam a farmácia do 12°BPM que nos fornecia medicamentos de graça. 

Muitos vivem de doações para conseguir sobreviver. 
Se precisar de uma prótese, uma cadeira de rodas ou hemodiálise, aí a coisa se complica. 
Tem que recorrer ao SUS ou a clínicas particulares. 

Onde está o ministério público? Que não vê a situação humilhante que nos impuseram. O atendimento hospitalar a homens e mulheres que arriscam a própria vida em defesa da sociedade, deveria ser da mais alta qualidade. As obras no hospital da PM no Estácio, são remendos nas paredes, nas calçadas e no asfalto. Imaginem o maquinário e os instrumentos? O atendimento hospitalar é péssimo. 

Na enfermaria VC chama um enfermeiro ou um médico várias vezes, para ser atendido. VC só ouve já vai, já vai e o atendimento não vem. 

Hospital de Niterói carece de equipamentos e pessoal. Não existe atendimento na emergência. 

O atendimento no hospital de santa rosa é precário. Só nos resta agora a esperança de contar com a vibração e a ajuda de militares como nós. Com a palavra o exmo. Sr. Presidente Jair bolsonaro e exmo. Sr. Governador Wilson Witzel. 
Brasil acima de tudo
Deus acima de todos

Ass: GUERREIRO NASCIDO NO HOSPITAL DA POLÍCIA MILITAR. 
(SANGUE AZUL LEGÍTIMOS)!!

A estrutura médico hospitalar da PMERJ é praticamente a mesma de 40 anos atrás, nada de novo nem ampliações foram feitas. O efetivo neste tempo aumentou e junto com ele vem os dependentes que também carecem do atendimento médico que todos nós pagamos.

A verba que custeia o sistema de saúde é paga pelos integrantes, com o FUSPOM. Mas esta verba entra num caixa único do Estado para nunca mais retornar ao fim que deveria ser destinada.

Um ex comandante geral disse uma vez que se essa verba viesse para a PMERJ um novo hospital seria construído. Os anos e as décadas se passam e nada é feito.

2 comentários:

  1. cadê o cel Castro que arrombou com o hcpm ex cmt geral da pmerj. ou seja com a verba destinada a tal.

    ResponderExcluir
  2. Tem que vir na policlinica de Vilar dos teles .pessimo atendimento. Marcar consulta só por tel.tel fica fora do gancho o tempo todo.dentista uma burocracia só Jesus.ninguem ver isso não tomam atitude ministério público. Aqui não existe

    ResponderExcluir