quinta-feira, 25 de abril de 2019

Tentou ser contratado pelo PSOL ou PT.


Bancou de brabo, ficou com medinho e se entregou!

Bundão!!! Assustador de criancinha!




Um homem conhecido como William Pastor, que aparece em um vídeo ostentando uma arma de fogo em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, se entregou à polícia na madrugada desta terça-feira. Segundo informações da 60ª DP (Campos Elíseos), ele foi enviado a um presídio, onde está à disposição da justiça.

MC Rennan da Penha, já condenado e preso.


"Eu tenho filha, mãe, pai e irmãos, e não é justo vocês me identificarem como traficante", diz o homem, que se declarou um MC, acrescentando que estava sob efeito de entorpecentes durante a gravação do vídeo com a arma, numa comunidade em Duque de Caxias.

Força e Honra 👊🏽🇧🇷

MCs que fazem apologia ao tráfico, postando frases se vitimizando pela sociedade opressora é comum nas redes sociais, tanto que uma aberração foi convidada para uma palestra nos Estados Unidos contra o Presidente Jair Bolsonaro.


No evento, MC Carol cantou funk e exaltou a vereadora carioca Marielle Franco, dizendo que a influenciou.
As professoras Débora Diniz e Márcia Tiburi e o ex-deputado federal Jean Wyllys também palestraram. Eles se autointitularam “exilados do governo Bolsonaro” e disseram que sofreram perseguições políticas no Brasil.

Mas o MC William Pastor não alcançou seu objetivo, um mandado de prisão foi expedido em seu desfavor, pois, usou os meios que delatam uma fonte de dinheiro de diversos partidos de esquerda, o tráfico de drogas e contrabando de armas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário